Não pode cair no esquecimento

Bob Clementino

A coluna sempre insistirá nessa chamada até que a Câmara resolva apurar (e o povo tem direito de saber) quais parlamentares estão “na gaiola do prefeito”. Bruno, servidor da Prefeitura, disse (e está registrado em ata) que a crise financeira que tolda o Município tem muito a ver com os vereadores, uma vez que eles incham o quadro de funcionários, ao indicar amigos para ocupar cargos de livre escolha do prefeito. E mais: isso tem uma contrapartida, que é favorecer o prefeito na Câmara. Vamos ver no que vão dar as investigações!

Chamem os vereadores!

Não são apenas a secretária da Fazenda (Semfaz), Suzana Xavier e o servidor Bruno que devem ser ouvidos para explicar o que sabem sobre estes favorecimentos recíprocos entre vereadores e prefeito, mas também alguns dos próprios vereadores, tais como Dr. Delano (MDB), Edsom Sousa (sem partido), Adair Otaviano (MDB) e o ex-vereador e hoje deputado estadual, Cleitinho Azevedo (CDN). Todos esses parlamentares fizeram declarações na Tribuna da Casa indicativas de que sabem alguma coisa a respeito e, consequentemente, podem contribuir com as averiguações ou mesmo apontar quais vereadores fazem barganha com o prefeito. A apuração e o esclarecimento são indispensáveis, porque se trata, em tese, de conduta ilícita de todas as partes.

Proteger cão melhora a saúde e dá votos

Vereadores: projeto de lei em Blumenau propõe multa, em até R$ 4 mil, para quem abandonar animais. Pesquisas mostram que ter um companheiro peludo pode ajudar a diminuir a pressão arterial, reduzir o colesterol e diminuir os níveis de triglicérides, o que contribui para uma melhor saúde cardiovascular e, consequentemente, menos chances de se sofrer ataques cardíacos. Mas eleitoralmente, considerando que os pets reinam na maior parte dos lares dos brasileiros, a causa animal deveria constar da pauta de qualquer candidato a vereador ou a prefeito, em 2020. Duvidam? A quantidade de pets shops espalhados por Divinópolis prova isso. E, de acordo com números levantados pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) e atualizados pela inteligência comercial do Instituto Pet Brasil, em 2018 foram contabilizados 54,2 milhões de cães no país.

Pode isso?

Durante a campanha eleitoral, mesmo avisado de que a situação financeira da Prefeitura estava um caos, o então candidato Galileu Machado (MDB) prometeu que transformaria Divinópolis em um canteiro de obras. Entre suas muitas promessas, destaco: trazer de volta o Restaurante Popular, construir pontes, viadutos e a trincheira do Icaraí, construir outra Unidade de Pronto Atendimento (UPA), municipalizar o sistema de tratamento de esgoto do rio Itapecerica, terminar o Hospital Público, tornando-o hospital universitário, pagar os salários dos servidores municipais e respeitar seus direitos trabalhistas. O quadro permanece o mesmo de antes. E então, quando vão começar as obras, alcaide?

Preparando o crescimento

O Banco Central (BC) anunciou a nova taxa de juros: 4,5%, suficientemente baixa para continuar impulsionando o crescimento do Brasil. Essa é a menor taxa de nossa história. Com esses percentuais, economizaremos, a título de juros, aproximadamente R$ 110 bilhões em 2020.

Mourão, não!

Os jatinhos da Força Aérea Brasileira (FAB) foram bastante acionados durante este ano: já fizeram 1.470 voos transportando autoridades e mais de 15 mil “caroneiros”, de janeiro a 5 de dezembro deste ano. Apesar de apenas 30 pessoas serem autorizadas a usar aeronaves da FAB, a média de voos é de mais de quatro por dia e a comissão da legislação sobre acompanhantes liberou a festa para os “caroneiros”. O presidente da Câmara, Rodrigo Maia, é quem mais usa jatos da FAB, à nossa custa: 229 viagens “a serviço”, com direito a 2,1 mil caronas. Mourão, fora! Segundo o Grupo de Transporte Especial da FAB, um dos 30 agraciados, o vice-presidente, Hamilton Mourão, ainda não fez solicitação ao Grupo de Transporte Especial da FAB.

 

Fonte: Diário do Poder

Comentários
×