Mutirão do Procon renegocia dívidas

Ana Laura Corrêa

O Dia do Consumidor é comemorado em 15 de março. Por isso, o Programa de Proteção e Defesa do Consumidor  (Procon) Municipal realizará, na próxima semana, entre os dias 12 e 16 de março, um mutirão para renegociação de dívidas em Divinópolis.

De acordo com o gerente do Procon na cidade, Ulisses Damas Couto, o atendimento será feito das 12h às 17h na sede do programa, na rua Pernambuco, 60, 9º andar.

– Vamos coletar os dados dos devedores e fazer um questionário financeiro.  Haverá a apresentação de uma proposta para o consumidor e essa sugestão será enviada para o credor. Depois, ele vai tratar diretamente com o consumidor a respeito da proposta, se ela está feita ou se haverá uma contraproposta. Então, na verdade, o Procon fará uma intermediação.

Ainda segundo o gerente, no mutirão, os consumidores poderão contar com condições especiais de pagamento.

– Em razão de ter sido um evento organizado pelo Procon, os credores se comprometeram a dar condições melhores de pagamento do que é oferecido atualmente – garante.

Contas

Diferentes tipos de dívidas poderão ser negociadas durante o mutirão, de acordo com Ulisses.

– Contas de telefonia, da Companhia Energética de Minas Gerais (Cemig), da Companhia de Saneamento de Minas Gerais (Copasa), de bancos e de lojistas de Divinópolis poderão ser negociadas. A Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL) irá representar os filiados da cidade – afirmou.

Documentos

Para solicitar a renegociação da dívida, o consumidor deverá levar alguns documentos até o Procon.

– O atendimento somente poderá ser feito para o próprio devedor, não será possível fazer a renegociação por meio de terceiros. Os interessados precisarão levar carteira de identidade e também documentos referentes à dívida, como fatura de cartão de crédito, fatura de água, de luz, de telefonia e carta de cobrança do banco. Qualquer documento que seja comprovante do valor que ele deve – esclarece.

Consumo

Para evitar o endividamento, o gerente do Procon destaca a importância da educação para o consumo.

– O consumidor só deve comprar se realmente necessitar daquele produto ou serviço. É preciso saber recusar as tentações das milhares de mensagens publicitárias que são enviadas todos os dias. O consumidor precisa aprender a se defender disso – afirmou.

 

Comentários
×