Município permanece na “Onda Amarela” com 15 pontos

Da Redação

A Prefeitura de Divinópolis por meio da Secretaria Municipal de Saúde (Semusa), divulgou nesta sexta-feira, 4, os dados epidemiológicos do Plano Minas Consciente, na qual o município permanece com 15 pontos, enquanto a macroregião Oeste subiu para 16 pontos.

Vale ressaltar que, para entrar na “Onda Vermelha”, ou seja, que permite apenas o funcionamento de serviços essenciais, a cidade deve registrar 20 pontos. Os dados foram atualizados no dia 31 de agosto.

Segundo o relatório, o grau de risco de Divinópolis é de 15, de 0 a 32. Já no macro, o grau de risco é 16, de 0 a 32. As ondas podem mudar em até 28 dias, permanecendo na mesma ou indo para a próxima.

Na incidência de confirmados, estamos com um, equivalente a 43,7.  Já na positividade atual estamos com 20% e 2 representando 33% na onda vermelha.

Na porcentagem de capacidade de atendimento na ocupação da UTI para adultos, no início era de 50% e atualmente encontra-se em 90%, com 4 e 60%.  Os leitos de UTI adulto livres por 100 mil habitantes representam 16,39, atualmente com 7,0.

Na velocidade do avanço da doença a taxa de casos positivos é de 15%, ou seja, 162% na onda vermelha. Já na variação da taxa de incidência encontra-se em 1 com -3%.

Medidas de segurança

Atualmente, mesmo com 15 pontos, o município se encontra na denominada “Onda Amarela” do programa, ou seja, é permitindo consumir bebidas alcoólicas em estabelecimentos alimentícios. Diariamente, estabelecimentos que não cumprem as regras de segurança são fiscalizados.

Apesar da elevação dos pontos, os índices podem abaixar desde que medidas de segurança simples sejam respeitadas. Como: o distanciamento mínimo de 2 metros entre mesas e priorizando a utilização da mesa pela mesma família; que os clientes permaneçam sentados e a higienização constante do local, principalmente após a desocupação das mesas.

Para denunciar em casos de descumprimento das normas de segurança, o cidadão deve abrir chamado pelo AppDivinópolis, selecionando a aba denominada como “Coronavírus”. O aplicativo é gratuito e está disponível nas lojas de aplicativos para celular.

Comentários
×