Mudanças na retirada de remédios gratuitos entram em vigor em 2018

Ana Laura Corrêa

A retirada de medicamentos gratuitos do programa ‘’Farmácia de Todos”, mantido pelo governo estadual por meio da Secretaria de Estado de Saúde de Minas Gerais (SES-MG), sofrerá alterações a partir do próximo ano.  

Com a mudança, os retornos para a retirada de medicamentos só poderão ser feitos com data e horário previamente agendados.

 — A diferença é que, antes, o paciente recebia apenas o dia do retorno e o atendimento era feito por ordem de chegada — explica a coordenadora de assistência farmacêutica da Superintendência Regional de Saúde (SRS), Rosita Flausino.

Marcações

A coordenadora revela que neste mês já estão ocorrendo agendamentos, mas a mudança passará a vigorar a partir do dia 02 de janeiro de 2018.  Segundo ela, as novas regras são necessárias para melhorar o serviço prestado aos usuários, reduzindo o tempo de espera.

— No momento do atendimento, o atendente irá apresentar os horários disponíveis para o paciente escolher o melhor horário para comparecer à farmácia no próximo mês. Caso não compareça no dia e horário agendado, ele terá que realizar a remarcação — ressalta Rosita.

A pensionista Vera Lúcia é uma das pessoas que pegam remédios controlados na farmácia. Ela, que mora a cerca de 15 minutos local, faz uso de um medicamento que custa aproximadamente R$ 400. Vera Lúcia costuma ir à farmácia por volta das 13h e acredita que com a nova regra trará dificuldades. 

—Como precisamos e não temos como comprar, o jeito é nos adequarmos às exigências —resume.

Medicamentos

Os medicamentos distribuídos gratuitamente são disponibilizados para o tratamento de doenças específicas.

— O fornecimento dos remédios deve obedecer aos critérios de diagnóstico, indicação de tratamento, inclusão e exclusão de pacientes, esquemas terapêuticos, monitoramento, acompanhamento e demais parâmetros contidos nos Protocolos Clínicos e Diretrizes Terapêuticas (PCDT), estabelecidos pelo Ministério da Saúde, de abrangência nacional — finaliza Rosita Flausino. 

 

Comentários
×