Mudança de horário

Marco Aurélio Braga 

A partir de hoje, o horário do comércio em Divinópolis foi alterado pelo Comitê de Enfrentamento à Covid-19, após reunião com representantes do Sincomércio e foi publicada por meio de circular da Secretaria Municipal de Saúde (Semusa). Com isso, o comércio varejista poderá funcionar das 9h30 às 18h30, de segunda a sexta-feira. Os shoppings de atacados, entre 8h e 16h, segunda a sábado. O shopping center das 12h às 22h, terça a domingo. O comitê atendeu a uma reivindicação do presidente Gilson Amaral, do Sincomércio, sindicato representa cerca de 16 mil comerciários e 4 mil estabelecimentos. O comitê decidiu por não liberar a abertura do comércio aos sábados, mas fez uma exceção para o sábado que antecede o Dia dos Pais, 7 de agosto. As padarias estão autorizadas a voltar com o atendimento na modalidade self-service de produtos específicos, desde que forneça luvas individuais para seus clientes. Os restaurantes poderão reabrir durante a noite. O comitê definiu o horário das 7h às 18h para lanchonetes e restaurantes diurnos e de 18h a 23h os noturnos.

Ação Penal

O vereador Marcos Vinícius (DEM) e Andreza Alves, sua cunhada, foram condenados pela prática do crime de falsidade ideológica depois que a ação penal proposta pelo Ministério Público de Minas Gerais (MPMG) contra ex-agentes públicos da Câmara e da Prefeitura foi julgada parcialmente procedente. Ela ocupou dois cargos comissionados na Secretaria Municipal de Trânsito e Transportes entre 2013 e 2018, sem informar em documento público o parentesco com o edil. Segundo a promotoria, ele cometeu o delito ao omitir que ela era sua cunhada. Em depoimento, Marcos citou que a indicação de Andreza para os cargos de comissão partiu do partido que ele era filiado, o PSC. Ambos foram condenados a um ano e seis meses de reclusão e ao pagamento de multa, revertida em pena restritiva de liberdade por prestação pecuniária e limitação de fim de semana.  Os outros seis denunciados foram absolvidos, visto que a Justiça entendeu não ter havido dolo na conduta. O juiz da 3ª Vara Criminal, Guilherme Luiz Brasil Silva, entendeu que eles não cometeram falsidade ideológica já que na data da assinatura da declaração, a lei municipal proibia a nomeações até segundo grau, só depois, em 2014, ela foi alterada para terceiro grau. Destes seis absolvidos, três eram sobrinhos do ex-vereador José Wilson Periquito, uma tia (afinidade) de Rodyson Kristinamurt, outra tia do ex-prefeito Vladimir Azevedo, e os outros dois denunciados cumprem a suspensão condicional do processo. Cabe recurso! Gilberto Osório, promotor responsável pelo caso, vai recorrer da decisão que julgou parcialmente procedente a ação.

Pesquisa

A Universidade Federal de São João del-Rei (UFSJ) participa de pesquisa interinstitucional com as federais de Alfenas (Unifal) e de Minas Gerais (UFMG), que investiga um novo tratamento para a covid-19. O trabalho envolve a análise de substâncias bioativas de fonte microbiana e vegetal que já vêm sendo produzidas há dez anos no Laboratório de Processos Biotecnológicos e Purificação de Macromoléculas da UFSJ. Uma revisão na literatura aponta que essas moléculas têm a capacidade de romper partículas virais de Sars-CoV-2, reduzindo a infectividade do vírus, segundo o professor Paulo Afonso Granjeiro, do campus Centro-Oeste Dona Lindu. Após a produção na UFSJ, as substâncias seguem para a Unifal, onde serão elaboradas composições para tratamento de células de pulmão. Por fim, serão feitos ensaios in vitro no Laboratório de Biossegurança 3 da UFMG, para avaliar se os compostos realmente possuem ação contra o vírus causador da covid-19. A expectativa é de que o trabalho seja concluído em um ano. O projeto recebeu financiamento de R$ 150 mil por meio da Chamada 02/2020 – Edital PRPPG/Reitoria, da Universidade Federal de Alfenas, que será investido na compra de equipamentos, insumos e pagamento de bolsas de pesquisa.

Prêmio internacional

Uma coleção de embalagens sustentáveis para cosméticos criada por uma divinopolitana conquistou 1º lugar no 2020 Beyond Plastic Awards, na categoria “Impacto mais prático na redução do uso de plásticos”. A premiação selecionou 85 projetos de 29 países do mundo, que propunham soluções para reduzir o uso de produtos plásticos de uso único. Desenvolvido pela aluna Elena Raquel Amato Ellwanger como trabalho de conclusão de curso, sob orientação da professora Caroline Salvan Pagnan, para a graduação em design de produtos da Uemg, com o intuito de reduzir o uso de plásticos de origem fóssil e causar um menor impacto ambiental negativo das embalagens de cosméticos naturais, o projeto investiu numa estratégia de aplicação de um material biobaseado, biodegradável e compostável aliado à lógica da economia  circular.

Comentários
×