MP e Polícia Civil deflagram operação na Settrans

Da Redação

A Secretaria Municipal de Trânsito, Transporte e Segurança Pública (Settrans) foi alvo de uma operação que contou com a Polícia Civil (PC) e o Ministério Público (MP) nesta sexta-feira, 27. Por volta de 6h, os órgãos, cumprindo mandado de busca e apreensão, foram até a Settrans e recolheram documentos. O MP e PC também foram à casa de três servidores suspeitos e aprenderam computadores. De acordo com nota enviada pela Prefeitura, o Executivo disse que apoia total e irrestritamente o processo investigatório instaurado.

— O Município entende ser de extrema importância a apuração de eventuais irregularidades que estejam sendo praticadas de forma isolada por servidores e para que estes, uma vez constatada a responsabilidade, possam ser punidos de acordo com a legislação vigente, após garantidos o direito de ampla defesa e contraditório — alegou.

A nota também salienta que a operação tem como objeto a apreensão de computadores e equipamentos eletrônicos do Setor de Aprovação de Projetos de Trânsito, sem nenhum tipo de vínculo com nenhum outro setor da Settrans.

— Importante destacar que a Administração acompanhará, por meio de seu departamento jurídico, o resultado do procedimento hoje realizado e que, no momento, avaliará quais as medidas administrativas serão adotadas em relação ao fato — finaliza.

Agora ouviu o secretário de Trânsito, Marcelo Augusto, sobre a operação. Segundo ele, o processo corre em segredo de justiça, portanto, não há informações além das já divulgadas.

— No entanto, a Settrans apoia as investigações e, após os trâmites, tomará as medidas administrativas necessárias — prometeu.

De acordo com Marcelo, três servidores estão sendo investigados. Nenhum deles foi afastado.

Comentários
×