Movimento Unificado de Divinópolis promove ato contra privatizações e reforma da Previdência

 

Da Redação 

O Movimento Unificado de Divinópolis (MUD) estará presente no quarteirão fechado da rua São Paulo nesta sexta-feira, 20, a partir das 7h,  para mais um ato.

O protesto será contra as privatizações propostas pelo governo Bolsonaro e também contra o regime de recuperação fiscal do governo de Minas, Romeu Zema, que prevê, por exemplo, a venda das principais estatais do estado (Cemig, Copasa e Codemig), além de arrocho salarial para os servidores e suspensão de concursos públicos.

— Além disso, o MUD abordará mais uma vez os malefícios da reforma da Previdência, que dificulta o acesso à aposentadoria dos trabalhadores brasileiros, favorecendo os bancos e as previdências privadas — informou o Movimento.

 De acordo com o vice-presidente do Sintram, Wellington Silva, as manifestações de sexta-feira estão sendo convocadas pelas centrais sindicais e atos deverão ocorrer em outros estados. 

— Desta vez, o Movimento Unificado de Divinópolis decidiu fazer um ato mais pontual com a instalação de uma tenda e faixas no quarteirão fechado da rua São Paulo. Teremos também o apoio de alguns companheiros do Sindicato dos Correios, já que a estatal está agora na mira do governo Bolsonaro para privatização dos serviços. Vamos esclarecer à população e informar o quanto será prejudicial para o povo, já que irá encarecer os serviços prestados pelos Correios. Além disso, vamos continuar denunciando a proposta do Governo Federal de reforma da Previdência, a privatização da Petrobras e tantas outras maldades propostas pelo governo que está aí — disse.

Minas Gerais

O SindUTe/MG, que representa os servidores estaduais da Educação, está convocando paralisação total das atividades nas Escolas, SER’s e órgão Central para amanhã, 20, a partir das 9h, na Praça Afonso Arinos, em BH.

Além da defesa da Campanha Salarial da categoria, o ato será em pela preservação da Amazônia e da soberania nacional, contra a reforma da Previdência e o Regime de Recuperação Fiscal, denunciando a política dos Governos Zema e Bolsonaro. 

— O projeto do Zema não é diferente do Governo Bolsonaro, que é privatizar todas as estatais. Então o MUD entende que essas medidas não favorecem em nada a população de baixa renda e os trabalhadores. Estaremos com o SindUte e outros sindicatos representantes amanhã, das 7h às 11h, na rua  São Paulo, em Divinópolis, fazendo esse trabalho de alerta e conscientização da população — finalizou Wellington.

Comentários
×