Motorista que provocou acidente em que morreram cinco pessoas estava embriagado

Resultado do bafômetro apontou 0,44 mg/l; passageira confessou que ele tentou forçar ultrapassagem

Da Redação  

O acidente mais grave registrado região em 2021, teve além da imprudência do condutor que o provocou, um vilão a mais: o álcool. Testemunhas ouvidas informaram à Polícia Civil que o condutor do Astra que provocou o acidente, fez uma ultrapassagem proibida, saiu ileso, mas cinco pessoas que estavam em outros veículos, não tiveram a mesma sorte.

O motorista de 33 anos transitava sentido Itaúna/Pará de Minas e teria forçado uma ultrapassagem, quando quase colidiu frontalmente com um Santana que trafegava em sentido contrário. Conforme informações da Polícia Militar Rodoviária, o condutor Santana tentou evitar a colisão, mas perdeu o controle e bateu de frente em um Ford KA que era ocupado por cinco pessoas e vinha logo atrás do Astra. Dos ocupantes do Ford KA, quatro pessoas morreram no local e ficaram presas às ferragens. O motorista foi socorrido pelo Samu em estado grave para o hospital de Itaúna. O condutor do Santana também morreu no local preso às ferragens.

Confessou

Durante as averiguações, o condutor do Astra foi localizado pela PM próximo ao veículo, que estava estacionado em uma estrada próxima a um sítio. Ele confessou que havia feito uso de bebida alcoólica, tendo como resultado 0,44 mg/l, mas negou qualquer conduta que tenha causado o acidente. Durante as investigações foi descoberto que ele era parente dos ocupantes mortos no Ford KA.

Os ocupantes de um terceiro veículo, um Renault Duster tiveram apenas ferimentos leves e foram socorridas por terceiros para a UPA de Pará de Minas.

Preso

Após ouvir uma passageira do Astra, ela confirmou à polícia que o condutor estava em alta velocidade e forçando a ultrapassagem. Com a confirmação, o motorista foi preso. Ele é natural de Itaúna e já foi ouvido pela Polícia Civil daquela cidade. A assesspria da PC informou ao Portal Agora que instaurou um inquérito para apurar as causas do acidente. Enquanto isso, o mototista está preso na penitenciária de Itaúna.

Comentários
×