Motociclista atingido por carro na MG-050 teve perna amputada

Gisele Souto

Uma perna amputada e estado muito grave na UTI. Este é o resultado de uma imprudência cometida por um condutor de um veículo. Ao entrar na rodovia AMG-0345 que liga Divinópolis a Carmo do Cajuru sem sequer sinalizar, ele atingiu em cheio um motociclista e outro carro. O impacto da batida foi tão grande que Bruno de Freitas Ferreira, de apenas 22 anos, morador de Cajuru que seguia para Divinópolis, onde trabalhava como entregador de açaí, voou cerca de um metro. Com a queda, o capacete saiu da cabeça e ele bateu com extrema violência no chão. O acidente foi por volta das 14h15 de domingo. Os primeiros atendimentos, realizados pelo Samu no local com auxílio do Corpo de Bombeiros, constataram que ele teve um traumatismo craniano encefálico grave e uma fratura gravíssima em uma das pernas. Porém, o pior estaria por vir. Ao chegar à Sala Vermelha do Complexo de Saúde São João de Deus (CSSJD), foi constatada a necessidade de amputação. De lá, seguiu em estado grave para a UTI, onde permanecia até o fechamento desta página, por volta das 17h.

Doações

Bruno perdeu muito sangue e, segundo a família, precisa de 15 doadores. Informações do hospital confirmam as de familiares, de que seu estado de saúde é muito delicado e ele respira com ajuda de aparelhos. Quem puder ajudar basta procurar o Hemominas. O núcleo em Divinópolis informou à reportagem que o tipo sanguíneo O negativo encontra-se em estado de alerta, com queda de 36%.

Perigo

Quem passa com frequência na AMG próximo ao quilômetro 6, ainda em Divinópolis, relata o medo do trecho. Segundo estas pessoas, os acidentes são comuns no local e já passou da hora de se tomar uma providência, colocando pelo menos tachões de sinalização ou redutores de velocidade. No trecho, há estradas que dão acesso a sítios, porém o maior movimento é na via que vai para o aterro controlado, antigo lixão, e a comunidade Getsêmani.

Questionado, o DEER, sede em Belo Horizonte, informou que a Regional em Pará de Minas responderia à demanda. A reportagem tentou insistentemente falar com o engenheiro responsável, mas não obteve retorno.

Imprudência

Prática comum nas rodovias do país, com reflexo na região, costuma ser a principal responsável por acidentes, muitos com vítimas fatais ou graves. Dado que é confirmado pela Polícia Militar Rodoviária (PMR). De acordo com informações do 7ª Companhia de Rodoviária de Fiscalização situada na MG-050 em Divinópolis, todos os dias se constata este tipo de infração das rodovias fiscalizadas por ela em um raio de dois mil quilômetros.

Feriado

Apesar de diversos registros e uma morte, dados da Companhia mostram um feriado relativamente traquilo. Segundo seu comandante, o major Alexsander de Oliveira Silva, foram oito acidentes, 11 pessoas feridas e um fatal em capotamento próximo a Cedro do Abaeté.

— Classificamos estes dados como dentro da realidade, felizmente. Recomendamos sempre cuidado no excesso de velocidade e ultrapassagens, além da manutenção dos veículos. Destacamos também que estamos em um período de chuva, o que exige uma cautela ainda maior dos condutores, mantendo a distância de segurança — reforçou.

MG-050

Apesar de um trecho gigante, que vai de Juatuba a São Sebastião do Paraíso, na divisa com São Paulo, e o intenso fluxo de veículos, quase 200 mil, o Sistema MG-050/BR-265/BR-491 não registrou nenhuma morte no período.  Foram 24 acidentes com 42 vítimas, e 115 veículos apresentaram algum problema mecânico e foram removidos.

Comentários
×