Morto, morrido, matado

Elmo Fernandes 

Expresso, expressado, exprimido

 

“Expresso” é particípio de “expressar” (expressado) e também de “exprimir” (exprimido); são verbos sinônimos.

Lula disse que havia se expressado mal.

A ordem não foi expressa com clareza por ninguém da equipe.

Não tinha exprimido bem seu ponto de vista.

A amargura estava expressa em seu rosto.

 

CURIOSIDADES

História de DIVINÓPOLIS 

A cachoeira da Itapecerica (caminho de pedras na correnteza do rio, em língua tupi) foi uma movimentada passagem, no período inicial da abertura da Picada de Goiás (entre 1737 e 1744), pela qual transitaram em grandes números sertanistas, fazendeiros, padres e missionários, camaradas, índios, quilombolas, andarilhos e aventureiros, grupos de exploradores, contrabandistas, soldados e turistas, entre os mais assíduos.

Divinópolis foi fundada em 13 de janeiro de 1767, por cinquenta famílias moradoras do sertão dos rios Itapecerica e Pará, lideradas pelo fazendeiro João Pimenta Ferreira, com o nome de Paragem da Itapecerica, para superar o rigoroso trabalho de os selvagens Candidés. Transformou-se no arraial do Espírito Santo da Itapecerica, em 24 de março de 1770, quando o sertanista Manoel Fernandes Teixeira fez uma doação de terras à igreja, destinadas a povoação.

A passagem da Itapecerica, conhecida por sua beleza e utilidade, foi palco de lutas e violentas disputas entre autoridades das Câmaras coloniais de Pitangui, São José del-Rei e Tamanduá, quando da divisão das terras do Oeste mineiro. Era considerada um lugar estratégico em 1744, quando foi estabelecido o termo de São José del-Rei, e em 1789, quando se estabeleceu o termo da Vila de São Bento do Tamanduá. Desde sua fundação, até 1841, pertenceu ao Município de Pitangui, sendo um dos seus principais distritos. A partir desta data, foi anexado ao Município de Tamanduá até sua emancipação, em 1911.

Ao apagar das luzes imperiais, o presidente da província de Minas, Teófilo Benedito Ottoni, incluiu na Lei Provincial 2.995, § 2º, de 19 de outubro de 1882, um dispositivo que mudava o nome de Tamanduá para Itapecerica, ficando Divinópolis identificada apenas com o nome de Espírito Santo. 

(Colaboração de amigos. Não temos a fonte do autor do texto.)

 

REFLEXÃO DA SEMANA

 “Há sentimentos sublimes, termos inefáveis pelos quais se pode sacrificar, mas nunca é lícito sacrificar a dignidade.”

(L. Bottach)

 

RIA... POR FAVOR!!!

SUJEITO RUIM

Um homem tinha dois ingressos preferenciais para a final da Copa do Mundo de futebol. Quando ele chega ao estádio, outro homem nota que o lugar ao lado dele está vazio e pergunta se o assento está ocupado.

 – Não, não está ocupado, o primeiro responde. 

Assombrado o outro homem diz:

– É incrível! Quem tem um lugar como este para a final da Copa e não utiliza? 

O homem olha para ele e responde:

– Bom, na realidade, o lugar é da minha esposa, mas ela faleceu.

Surpreso, o outro lhe diz: 

– Que pena! É terrível, mas você não encontrou outra pessoa que pudesse vir no lugar dela? O homem nega com a cabeça e responde:

– Até tinha, mas... Ficaram todos no velório...

 

MÁXIMAS DO PROFESSOR CARLINHOS 

 

  • A única forma de controlar os atrevimentos e roubos nas falas do Governo Federal é o uso do CONTROLE... REMOTO da televisão.

 

  • Quem me conhece bem sabe que peruca é um troço que nunca, jamais me passou pela cabeça.

 

  • A continuar essa carestia geral e desenfreada, pobre tende-se a desaparecer.
Comentários
×