Moradores de povoado se unem e reformam posto de saúde em Divinópolis

Ricardo Welbert  

Cansados de procurar a Prefeitura de Divinópolis em busca da tão sonhada reforma de um posto de saúde, moradores do povoado de Cachoeirinha se uniram e levantaram os recursos necessários para o serviço. A mão de obra é deles próprios. Porém, cobram do governo o investimento necessário em equipamentos e insumos de enfermagem.  

De acordo com Romeu de Sousa, presidente da associação de moradores do povoado, a degradação da casa onde ocorrem os atendimentos é um problema antigo. A estrutura já abrigou a escola de Cachoeirinha, que foi desativada pela Prefeitura. Os alunos que a frequentavam passaram a estudar em São José dos Campos (Ermida).  

— A situação era péssima. Havia muito mofo e o forro do teto estava cedendo. O médico da Prefeitura nos atendeu por muito tempo nessas condições ruins — lembra o líder comunitário.  

Em março, a Vigilância Sanitária interditou a estrutura por observar riscos à saúde e à segurança.  

— Desde então, o médico que vinha a Cachoeirinha a cada 15 dias veio apenas uma vez, mesmo tendo sido informado de que tinha à disposição o nosso salão comunitário, que é amplo — afirma.  

Por causa disso, quem precisa de médico tem de buscar atendimento em algum povoado próximo ou na cidade.  

Mutirão  

Para driblar o marasmo do poder público, moradores se uniram e arrecadaram recursos para reformar o posto.  

— Cada um doou o que pôde e nós conseguimos R$ 5 mil, que usamos pra comprar tintas, caixa d’água, forro de PVC, cimento, vidros e a caixa d’água. A mão de obra foi toda nossa. Se fôssemos contratar pintor e pedreiro, ficaria em uns R$ 20 mil — conta Romeu. 

A comunidade planeja comemorar o fim da obra no dia 27 de maio. Porém, conta com o poder público para receber atendimento digno.  

— Conseguimos reformar o posto, mas vamos precisar de mesas, macas e insumos de enfermagem. Sem isso, não adianta nada — lembra.  

Outro lado  

Procurada pelo Agora, a Secretaria de Saúde informou que a unidade de saúde de Cachoeirinha é um ponto de apoio.

— A unidade que atende aos moradores da região é a do Quilombo. Para os atendimentos que são realizados quinzenalmente, a equipe itinerante leva todos os materiais necessários para a realização de consultas e procedimentos. A reforma do ponto de apoio ocorreu em parceria entre o Município e a comunidade — afirma. 

Comentários
×