Miss T Brasil viaja amanhã para Tailândia

 

Jorge Guimarães

A modelo divinopolitana Izabele Coimbra, 23 anos, eleita miss T Brasil 2017, depois de se preparar para a disputa do Miss International Queen  2018,  maior concurso de visibilidade mundial para mulheres transgêneros, embarca amanhã para Bangkok na Tailândia. Isso, cinco meses após passar por uma cirurgia de redesignação genital.

O procedimento foi um dos prêmios por ela ter conquistado, como representante de Minas Gerais, o título do concurso de beleza “Miss T Brasil”, que reuniu 29 candidatas na noite de 21 de abril do ano passado, no Teatro Santo Agostinho, no Centro de São Paulo.

Cirurgia

Com o título, Izabele ganhou o direito a uma cirurgia de adequação do aparelho genital ao gênero feminino, com todas as despesas pagas, realizada em Bangkok.  Assim, no próximo dia 9, ela representa o país no Concurso Miss Internacional Queen, também em Bangkok.

Concurso

Ela embarca para Tailândia, onde já no próximo sábado, 2, acontece o show de talentos, que é uma das etapas do Concurso, depois ocorrem as eliminatórias, e no sábado, 9, acontece a grande final, com a presença daqueles que foram passando pelas diversas etapas. O concurso terá transmissão ao vivo pelo canal da Sky e também ao vivo no Youtube.

Time

E como em time que se ganha não se mexe, Izabele vai continuar contando com toda a equipe que vem trabalhando ao seu lado, incluindo todos os parceiros divinopolitanos. Quem veste a bela, no dia da grande final é o estilista divinopolitano, João Calazans. Izabele também vai usar trajes típicos assinados pela renomada estilista transexual Michelly Xis que assina os looks de Anitta, Ivete Sangalo, Fernanda Lima, entre outras famosas do show business. Os calçados são da Pista Livre e os looks para todos coquetéis e jantares ficaram por conta da loja Santo Estilo de Belo Horizonte. Já seu hair Stylist é Warley Oliver

— Aproveito para agradecer aos meus parceiros, os quais estão depositando toda confiança no meu trabalho. Assim, fico super feliz pela credibilidade, principalmente, por eu ser a única modelo transgênero de Divinópolis e de Minas Gerais —avalia Izabele Coimbra. 

Confiante

Izabele se vê uma mulher feliz e segue confiante para a competição.

— Assim é a vida, uma montanha russa. Tudo muda em questão de segundos, instantes. Quem conhece minha história sabe, sempre fui uma menina batalhadora, quando pensei que não havia mais saída aí me descobri uma vencedora. Aprendi a acreditar em mim mesma e deu certo. Todo esforço é válido. Entre ganhos e perdas, Deus me levou ao meu objetivo, pois tinha um propósito em minha vida, e hoje estou aqui. Só tenho a agradecer a minha família, meus amigos e todos aqueles que acreditaram em mim quando pensei em cessar —detalhou Izabele Coimbra.

 

Comentários
×