Ministro do Desenvolvimento Regional visita obras em Divinópolis

Da Redação

Nesta sexta-feira, 21, o ministro do Desenvolvimento Regional, Rogério Marinho, esteve em Divinópolis em visita às obras de drenagem e pavimentação no bairro Terra Azul, em visita articulada pelo deputado Domingos Sávio (PSDB). A obra atenderá os bairros Candidés, São Simão, Grajaú, Maria Peçanha, Terra Azul, Costa Azul, Quinta das Palmeiras, Nova Fortaleza e São Cristóvão, beneficiando mais de 3.600 famílias. O novo sistema permitirá o aumento do atendimento com esgotamento sanitário e a redução dos alagamentos na região.

O ministro agradeceu o convite para a visita e destacou a dificuldade, de governos anteriores, de fazer investimentos em saneamento.

— Historicamente, governantes que estavam à frente das administrações municipais e federais tiveram dificuldades em fazer investimentos em saneamento. É uma obra que demora a ser executada, uma obra que não tem visibilidade, por maior que seja o benefício dela, é pouco percebida a curto prazo. Esta obra é um exemplo disso, mas a orientação do presidente é não deixar obras paralisadas. Então, essa obra de Divinópolis é um exemplo do esforço que foi feito, porque tivemos que fazer todo o trabalho de recomposição técnica e jurídica para reiniciar a obra — salientou.

Rogério Marinho enalteceu o apoio da Caixa Econômica Federal, da Prefeitura de Divinópolis, do Legislativo e a disposição do Ministério em tirar a situação de inércia e garantiu a continuidade da obra.

— Temos agora o compromisso com o prefeito e com a cidade de Divinópolis de que, à medida que as medições estão sendo efetuadas, não haverá dificuldades na disponibilização dos recursos financeiros. Essa não é uma obra simples, nem será feita em pouco tempo, mas o benefício será extraordinário — reforçou.

O secretário municipal de Fiscalização de Obras e Planejamento, Paulo José Silva, informou que, no bairro Terra Azul, são implantados 14 km de redes coletoras de esgoto e serviços de drenagem, que em parte já foram executados, no total de 9 km.

— Além do Terra Azul estamos com a pavimentação do Grajaú e do São Simão, que perfazem um total de quase 100 mil metros de pavimentação, todos com recursos do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC). Nesta gestão, foi retomada as obras de 16 km de interceptores, que serão ligadas às suas estações elevatórias e uma Estação de Tratamento de Esgoto (ETE), que já está construída e com entrega prevista para o fim de 2022”— informou.

A vice-prefeita Janete Aparecida destacou o impacto social das obras.

— Para termos um exemplo do impacto social das obras que estão sendo construídas na periferia da cidade, estamos atendendo, apenas no Terra Azul, mais de 350 crianças abaixo de 12 anos, em extrema vulnerabilidade, que conviviam com esgoto a céu aberto. Essas obras de correção são uma justiça social fora do comum — reforçou.

O deputado federal, Domingos Sávio, lembrou que a obra do Terra Azul dará condições para a construção de uma nova ligação entre regiões da cidade.

— Teremos condições de ter uma ligação do Aeroporto ao futuro Hospital Regional, até a BR-494, que liga Divinópolis ao estado de São Paulo. A obra irá integrar não apenas a região do hospital, mas será uma mobilidade urbana estratégica para Divinópolis — salientou.

E a vice-prefeita completou.

— Este Hospital atenderá as 54 cidades da região, com população estimada de mais de 2 milhões. Atualmente, esse caminho é feito entre 35 e 40 minutos. Com a ligação, conseguiremos fazer em 7 minutos — informou.

O prefeito Gleidson Azevedo lembrou o sofrimento das famílias da periferia que aguardam anos até conseguirem uma obra como esta.

— Esta obra é muito importante para a população que está na miséria, na pobreza e é nossa prioridade levar dignidade ao povo que sofre há anos com falta de infraestrutura. Esta é uma obra longa, são quilômetros de rede pluvial e de pavimentação por isso, peço paciência por parte da população. A população dessa região espera essa obra há 15 anos e quero fazer esse compromisso com a população do Terra Azul, São Simão, Grajaú e Jardinópolis, para trazer dignidade ao povo que mais precisa — afirmou.

Comentários
×