Minas Gerais é o segundo estado com mais vacinas

Cidade aguarda chegada de imunizantes para iniciar aplicação; ainda não há data definida

Matheus Augusto

Todos os 853 municípios mineiros devem receber até hoje as primeiras vacinas contra covid-19, segundo o governador Romeu Zema (Novo). O estado é o segundo com mais doses recebidas, com 577 mil, atrás apenas de São Paulo (1,3 milhão). Agora, Divinópolis aguarda a chegada dos frascos à cidade para prontamente iniciar a imunização na cidade. 

Em Divinópolis, estamos preparados para começar a campanha de vacinação assim que chegarem as doses, a data pode ser antecipada ao previsto, tudo depende da entrega da Regional de Saúde à Semusa informou a Prefeitura.

Uma reunião hoje deve definir quantas doses serão disponibilizadas, neste primeiro lote, para Divinópolis.

Entrega

O governador Romeu Zema (Novo) participou ontem da entrega simbólica do primeiro lote de vacinas aos estados pelo Ministério da Saúde.

— Minas Gerais vai receber, inicialmente, cerca de 561 mil doses e, assim que elas chegarem ao estado, começaremos imediatamente a distribuição e aplicação nos grupos prioritários — citou.

Segundo Zema, para agilizar o processo, as aeronaves do Estado foram colocadas à disposição para entrega às regiões.

A distribuição da vacina em Minas será feita em conjunto com as Forças de Segurança. Publiquei hoje decreto que reserva aeronave para ajudar na logística. Assim que a vacina chegar, teremos condições de levar aos municípios, com rapidez e segurança — afirmou.

A intenção é garantir que todas as regiões do estado recebam imediatamente os insumos.

— A logística de Minas já está montada e prevê o uso de aeronaves do Estado que vão ficar disponíveis para levar essas vacinas assim que elas chegarem a Belo Horizonte. Já está tudo planejado, para que mesmo as regiões mais distantes recebam a vacina — disse.    

Corpo de Bombeiros, Gabinete Militar do Governador, Polícia Militar e Civil também deverão manter ao menos uma aeronave à disposição para trabalhos relativos à imunização. Ao todo, são 16 aeronaves, sendo nove helicópteros e sete aviões. O governo ainda comprou 50 milhões de seringas agulhadas (de 7 milhões já enviadas, 393 mil são para a Macrorregião Oeste) e 617 câmaras frias para armazenamento dos imunizantes e distribuição aos estados.

Em suas redes sociais, o governador ainda celebrou o momento em que a Anvisa aprovou o uso emergencial das vacinas.

O início da vacinação garantirá um importante passo na proteção de vidas e retomada da normalidade destacou.

Prioridades

Como as doses são limitadas neste momento devido à capacidade de produção, a imunização ocorrerá em etapas. Na primeira, o foco são profissionais de saúde na linha de frente do combate à pandemia, idosos acima de 75 anos e pessoas com 60 anos ou mais que vivem em instituições de longa permanência, como asilos e instituições psiquiátricas.

 





Comentários
×