Minas e Portugal estreitam parceria no turismo religioso

Da Redação

Comemorando o reconhecimento feito pelo papa Francisco, que eleva a Basílica o Santuário Nossa Senhora da Piedade, um dos maiores pilares do turismo religioso de Minas Gerais, o Governo de Minas Gerais, por meio de uma comitiva com membros da Secretaria de Estado de Turismo (Setur) e a Casa Civil e de Relações Institucionais (Seccri), participaram do Congresso Internacional de Turismo Religioso e Peregrinação, promovido pela Organização Mundial do Turismo (OMT), em Portugal.

O evento, realizado em Fátima, em novembro, teve com objetivo fomentar o turismo religioso no cenário internacional.

— Estamos otimistas em relação à promoção do setor, principalmente agora com a boa notícia em relação ao Santuário da Piedade, em Caeté — comemora o secretário de Estado de Turismo de Minas Gerais, Ricardo Faria.

Sendo Portugal o terceiro maior emissor de visitantes para Minas Gerais e um dos mercados prioritários em atração de turistas internacionais, o secretário Ricardo Faria afirma que a participação do Governo de Minas Gerais no fomento a este fluxo é de suma importância.

— Investir na promoção do turismo em eventos como este é essencial para que tenhamos aumento no número de visitantes. Divulgar os atrativos do nosso estado é uma forma de convidá-los a conhecer de perto o que temos de melhor — diz.

Durante a programação técnica do congresso foram ministradas palestras sobre a potencialidade turística de Minas Gerais no segmento de turismo religioso, focando nos patrimônios existentes e no produto turístico Caminho Religioso da Estrada Real (Crer).

— Inspirado no consagrado Caminho de Santiago de Compostela, da França à Espanha, o Crer, lançado oficialmente em agosto de 2017, tem como objetivo desenvolver e estruturar o segmento de turismo religioso em Minas Gerais a partir da formatação de produtos que associem experiências turísticas à religiosidade, que é marcante no estado — reforça Faria.

Acordo de cooperação

O acordo de cooperação entre Minas Gerais e Ourém, assinado em 2016, também está em pauta. A elaboração de um plano de execução para interligar os polos religiosos - o Santuário de Nossa Senhora de Fátima (em Ourém) ao Santuário de Nossa Senhora da Piedade (Minas Gerais) - deve ganhar novas etapas.

— O turismo religioso é um dos segmentos prioritários trabalhados pelo Estado de Minas Gerais. Consideramos o evento uma oportunidade estratégica para que a Setur possa estreitar os laços com o município de Ourém e dar continuidade às ações previstas anteriormente — ressalta o secretário.

(Com informações da Agência Minas)

 

Comentários
×