Minas Consciente: Oeste permanece na onda verde

Com classificação, Divinópolis estende sua permanência no último estágio de flexibilização do Estado

Da Redação

Divinópolis está próxima de chegar aos 2 mil casos confirmados de coronavírus. Conforme os dados divulgados ontem pela Secretaria Municipal de Saúde (Semusa), a cidade tem 15.354 casos notificados, 1.950 confirmados, 671 descartados, 1.755 recuperados, 69 mortes e duas em investigação. A boa notícia é que o governo de Minas confirmou a permanência da macrorregião Oeste na onda verde.

Dados

A taxa de isolamento social em Divinópolis está em 33%, o percentual do número de óbitos em relação ao número total de casos confirmados é de 3,54% e o ritmo de contágio do município está em 1,13%. Os dados hospitalares apontam que 33 pacientes apresentam quadro clínico compatível à covid-19 estão internados no setor de enfermaria e 25 em Centros de Terapia Intensiva (CTIs). Há uma criança internada no setor de enfermaria com suspeita da doença.

O número de pacientes notificados de covid-19 atendidos em ambulatório é de 5.356. Divinópolis conta com 69 leitos de UTI não-covid, sendo 39 na saúde suplementar e 30 no SUS. Já são 59 pacientes internados nesses leitos, o que corresponde a 85,51% da capacidade de ocupação da cidade.

O público feminino é maioria dos casos confirmados para o coronavírus, com 56%, totalizando 1.086, e o público masculino tem 864 confirmados, com 44%.

O números e a continuidade da onda verde estão contribuindo para a possível desativação do hospital de campanha montado ao lado da UPA. No fim deste mês começa a programação para que a unidade possa ser desativada. Porém, ainda não existe previsão de data.

Atualização

O governo de Minas atualizou ontem a situação das 14 macrorregiões do estado. Do total, 14 estão na onda verde, dentre elas, a Oeste, à qual Divinópolis pertence. 

O número foi atingido após a região Nordeste, que engloba cidades como Teófilo Otoni e Nanuque, avançar para a fase mais flexível, conforme decisão tomada pelo Comitê Extraordinário Covid-19, nesta quarta-feira, 4 — determinou o Estado.

No último estágio de flexibilização, com ainda normas de prevenção à covid, é permitida a reabertura de parques, cinemas e museus, desde que as regras sanitárias e de distanciamento sejam seguidas.

Cautela

Enquanto algumas regiões avançaram, outras regrediram.

— Apesar dos índices controlados da doença na maior parte do Estado, as macrorregiões Leste e Vale do Aço tiveram aumento no número de casos e, por isso, precisarão retornar para a onda amarela, restringindo algumas atividades. As decisões do Comitê passam a valer no próximo sábado , 7, após publicação das mudanças no Diário Oficial — esclareceu o governo.

Em comunicado, o governador Romeu Zema (Novo) comentou as mudanças e fez um apelo para que a população não se descuide.

— No geral, os números estão melhorando, mas, infelizmente, tivemos duas regressões nesta semana. Duas regiões que estavam na onda verde precisarão retornar para a onda amarela porque a situação piorou. Fica muito claro que é necessário continuarmos com todos os cuidados. Estamos vendo, inclusive, em países em que a pandemia estava praticamente eliminada, o retorno de uma segunda onda. Fica o meu alerta de que não podemos baixar a guarda — afirmou.

A atualização da microrregião deve ser publicada hoje, às 15h. Atualmente, a micro de Divinópolis encontra-se na onda verde, com 11 pontos. Acima de 12, a classificação é amarela.

Comentários
×