Metade dos divinopolitanos já tomaram a segunda dose

Dados do IBGE mostram que a população é de 240 mil habitantes; quase 130 mil já completaram esquema vacinal

Matheus Augusto

A imunização continua a avançar em Divinópolis. Cerca de 135 mil divinopolitanos, mais da metade da população, já completou seu esquema vacinal ‒ duas doses ou dose única. Resultado é a queda no número de mortes e internações diárias. Com menos pessoas desenvolvendo sintomas graves da covid-19, a taxa de ocupação em Centros de Terapia Intensiva (CTIs) tem ficado abaixo de 10%. 

Atualmente, o foco do Município é a aplicação da segunda dose em agendados e atrasados. 

Há também a espera pela autorização da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) para o uso de Pfizer em crianças entre 5 e 11 anos, pedido aprovado recentemente do Estados Unidos após comprovação da eficácia e segurança. 

 

Dados

Atualizados pela última vez em 25 de outubro, dados da Secretaria de Saúde (Semusa) apontam que Divinópolis havia recebido 358 mil doses contra covid-19:

  • 108.506 CoronaVac (Butantan);
  • 132.595 AstraZeneca (Fiocruz);
  • 111.606 Pfizer;
  • 6.060 Janssen.

Desse total, 323 já havia sido aplicadas:

  • 181.093 da primeira dose;
  • 129.667 da segunda;
  • e 6.073 doses únicas.

No estoque, informou a Semusa, estão quase 30 mil imunizantes. Todas as doses disponíveis são destinadas à segunda imunização de CoronaVac (3 mil), AstraZeneca (1,5 mil) e Pfizer (20 mil). Além disso, há 3 mil doses disponíveis para a dose de reforço ‒ agora válida para todas as idades, desde que passados 180 dias do encerramento do esquema vacinal e com cadastro no site da Prefeitura (divinopolis.mg.gov.br).

 

Ocupação

Ontem, dez pessoas estavam internadas nas Unidades de Terapia Intensiva (UTI), entre os 71 leitos disponíveis na cidade, o que equivale a 14,08% de ocupação. No setor de enfermaria, a taxa é de 13,51%, com 15 leitos ocupados entre os 111 totais de Divinópolis.

Em relação às Unidades de Terapia Intensiva (UTIs), apenas o Hospital Santa Mônica, com um paciente, e o Complexo São João de Deus (cinco pacientes na área atendida pelo SUS e um na área particular) têm pessoas internadas com sintomas de covid-19. 

 

Novo lote

A Secretaria de Estado de Saúde de Minas Gerais (SES-MG) recebeu do Ministério da Saúde, na quinta-feira, 28, mais um lote, o 62ª, de vacinas contra covid-19. Ao todo, chegaram ao estado 398 mil imunizantes da AstraZeneca e 65 mil de Pfizer. 

Segundo a SES, a distribuição começou no mesmo dia.

 

Demanda 

O novo lote faz parte de solicitação da pasta estadual ao órgão federal após a identificação de demanda não atendida. Conforme já havia explicado o secretário Fábio Bacchereti, algumas cidades mineiras não seguiram o cronograma determinado e utilizaram a primeira dose de imunizantes como segundo e vice-versa, ocasionando a falta, especialmente, de AstraZeneca. A expectativa é que a situação esteja normalizada com as últimas entregas.

— Todas as doses desse lote são destinadas a completar o esquema vacinal (D2) da população adulta (com 18 anos ou mais) que recebeu a primeira dose do mesmo imunizante — orientou a SES.

 

Cobrança

O governador Romeu Zema (Novo) solicitou à população que não se esqueça de completar o esquema vacinal. Segundo dados do Sistema Único de Saúde (SUS), divulgados pela SES na última semana, mais de 2,5 milhões de mineiros estavam com a segunda dose em atraso.

— Faço o alerta para que possamos manter um indicador muito importante em Minas Gerais, o de ser o estado que tem a menor taxa de mortalidade dentre os estados das regiões Sudeste, Sul e Centro-Oeste. A vacina salva vidas — reforçou Zema. 

 

Comentários
×