Mercado de trabalho tem 113 vagas

Setor confeccionista é o que mais oferece oportunidades

Da Redação 

Depois de fechar mais de 1.500 vagas de emprego nos dez primeiros meses de 2020, o mercado de trabalho divinopolitano vem se reestruturando aos poucos. E para quem está em busca de recolocação no mercado, o Sistema Nacional de Emprego (Sine) na cidade oferece 113 oportunidades de emprego, com salários variando entre R$ 1 mil e R$ 2,5 mil. Foram divulgadas vagas ainda para trabalhar em Bom Despacho, Perdigão e São Tiago.

Candidatos 

Os interessados também poderão baixar o aplicativo no celular “Sine Fácil” e fazer seu cadastro, ou agendar atendimento de intermediação de mão de obra no site: https://mg.gov.br.

Para confirmar se as vagas ainda estão disponíveis, o candidato poderá acessar a primeira página do site e fazer a busca ( https://empregabrasil.mte.gov.br).

O Sine está à disposição para fazer a intermediação de vagas entre a empresa e o trabalhador, se tratando de uma unidade de atendimento governamental, e a prestação de serviço para captação de mão de obra é gratuita.

Setores 

Os destaques são para as 30 vagas para costureira de máquina overloque, para trabalhar de segunda a sexta, das 16h às 22h15. Há também 15 oportunidades para costureiras em geral e auxiliar de logística, carga e descarga. Para frentista, existem dez vagas e para auxiliar de linha de produção, cinco. Já para técnico de enfermagem, que deve ter Carteira Nacional de Habilitação (CNH) e veículo próprio, para trabalhar em Perdigão, são quatro oportunidades. Três vagas são para vigia, que também deve ter CNH, uma para trabalhar em Carmo do Cajuru e duas para Divinópolis. As demais se dividem entre estoquista, cozinheiro industrial, capoteiro, garçom, mecânico, motorista de ônibus urbano e outras funções.

Comentários
×