Mega da virada

João Carlos Ramos

Dia 31 de dezembro de 2020, às 20h, o Brasil vai parar para assistir ao sorteio da ''MEGA DA VIRADA'', de R$ 300 milhões para aqueles que acertarem as seis dezenas, dentre as 60 bolas numeradas. Esclareço que nada há de novo debaixo do sol. Não existem apostas dentro da realidade da física quântica. Existem desejos e realizações (ou não). O povo, de modo geral, joga para ganhar dos outros e isso é errado. Todos nós somos iguais perante as leis universais e, portanto, temos as mesmas chances.

Quando a pessoa acredita, o fundamento é estabelecido no território das conquistas. O que a pessoa fará com os frutos daquela conquista é problema exclusivo dela e, obviamente, haverá a colheita como tudo em nossa vida. O universo premia, mas também pune, sem alardes.

Fazer promessas antecipadas é desaconselhável, porque a dívida se acumula em esferas distantes de nosso entendimento. Receber pedidos é muito bom, por causa do direcionamento de metas. A prata está nos ouvidos, mas o ouro está nos lábios e, por isso, revele ao  seu eu superior, suas reais intenções, e não para aqueles que lhe cercam, carregados de energia às vezes altamente destrutivas. A cognominada sorte é uma construção individual e, por isso, bolões são aconselháveis para que os frutos dos bons amadureçam mais rapidamente.

A palha apenas auxilia, desconhecendo o seu destino que é o azar, mesmo dentro da sorte. Exemplos há de sobra para ilustrarmos essa teoria. Citemos o caso do senhor Antônio Domingos, residente em Salvador, Bahia, que ganhou 30 milhões na loteria em 1983, segundo seu próprio testemunho.

 Infelizmente, o universo tomou tudo dele, pois negou ajuda a sua própria mãe e alugou uma suíte presidencial de um hotel de luxo, gastando todo o dinheiro em noitadas e coisas do gênero. Sua alegria durou pouquíssimos anos e sua tristeza durará uma eternidade.

Portanto, seja sincero em seus motivos e objetivos. Faça tudo de bom, sem prometer nada a ninguém. Tenha uma lista de ouro, contendo os nomes de seus benfeitores incondicionais e outra de nada para premiar os injustos  que ignoraram os mistérios do futuro.

Portanto, cautela e caldo de galinha não fazem mal a ninguém, como dizia minha finada avó. Não se esqueçam dos realmente pobres! Cuidado com mesada para os filhos e outros dependentes, pois o mundo ensina muito a gente...

Faça uma viagem distante para "esfriar o prêmio". Os empregados não devem se desligar de imediato da empresa para não levantar suspeitas. Um amigo me disse que, se ganhar, vai depositar a metade do prêmio para sua esposa, pois, se perder a cabeça, ela não perderá e o receberá de volta. O fato é que a única mulher que merece uma vida milionária a seu lado é aquela que esteve junto com você na pobreza e obviamente colherá os frutos. Aqueles religiosos que condenam os sorteios não poderão se aproximar de você interessadamente. Desses você estará livre. Pense positivamente no dia do sorteio e se prepare para aquilo que lhe trará o destino. Quanto àqueles que dizem ser pura bobagem e marmelada o tal sorteio, desses você também está livre.

Se sua vida mudar, não mude seu caráter, continue com a mente sã, mesmo entre as estrelas.

jocarramos@gmail.com

Comentários
×