Medicamentos devem ter aumento a partir de domingo

 

Jorge Guimarães

A partir do próximo domingo, todos os remédios comercializados no país podem sofrer aumentos de até 4,33%, referente ao reajuste anual efetivado pela Câmara de Regulação do Mercado de Medicamentos (Cmed). O percentual de aumento é a variação da inflação oficial, o Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), entre março de 2018 e fevereiro de 2019, que serve como referência dos novos preços para os remédios.  

O reajuste, porém, não deve chegar de imediato aos consumidores, se levados em conta os estoques das farmácias e a livre concorrência de mercado. Vale ressaltar que a indústria e o varejo podem praticar um aumento menor nos remédios de maior concorrência e naqueles que são os mais procurados.     

Mas mesmo assim, o consumidor tem que ficar atento e não se esquecer de realizar pesquisa de preços, buscar programas de fidelidade e reforçar os estoques de medicamentos de uso contínuo.

Livre mercado

Como todos os anos, o mês de abril chega com esta notícia, mas como a concorrência de mercado é livre e determina o preço, o consumidor vai ter que pesquisar.

— Pesquisa faço sempre, não só quando vai ter aumento ou não. Como em Divinópolis existe uma farmácia em cada esquina, os preços variam muito entre uma rede e outra — avalia a aposentada Maria Aparecida Lopes.

Embora o aumento seja sempre esperado para o início de abril, ontem à tarde o movimento era normal.

— Apesar de saber, vou esperar a próxima semana e fazer minha pesquisa, hoje estou levando o necessário. Os descontos estão em vários pontos, ainda mais que tenho cartão fidelidade de muitas redes — disse a professora Helena Silva.

O gerente de uma farmácia na região central, Hyago Saldanha Maciel Silva explica sobre o mecanismo dos aumentos.

— O aumento deve ser repassado ao consumidor em um prazo médio de 15 dias e não é em todos os produtos. Vale lembrar que o aumento de 4,33% é o teto máximo para os laboratórios praticarem. O que significa que a livre concorrência pode direcionar a programação de cada um. Mas, quanto ao aumento, o que vai valer é a livre concorrência de mercado, assim favorecendo diretamente ao cliente, que pode se valer da pesquisa e comprar onde melhor lhe convier — analisou o gerente.

 

Comentários
×