MEC antecipa divulgação das notas do Enem

Ana Laura Corrêa

O Ministério da Educação (MEC) anunciou nesta sexta-feira, 12, que irá antecipar a liberação das notas do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem). Previstas para serem divulgadas em 19 de janeiro, as notas serão disponibilizadas com um dia de antecedência, no dia 18.
Os resultados individuais poderão ser consultados na Página do Participante. Para acessar as notas, será necessário informar o CPF e a senha cadastrada na inscrição do Enem.

A estudante Brunna Luiza, de 18 anos, é uma das que prestou o exame no último ano. Aluna de jornalismo na Universidade do Estado de Minas Gerais (Uemg), ela pretende usar a pontuação da prova para mudar de curso e também de instituição.
— Estou ansiosa para saber minha nota. Quero conhecer as outras possibilidades, porque não achei meu primeiro e segundo períodos na faculdade muito bons. Pretendo jogar minha nota para o curso de cinema da Universidade de Brasília — afirma Brunna.

Sisu

O Sistema de Seleção Unificada (Sisu) ficará aberto entre os dias 29 de janeiro e 1º de fevereiro. A plataforma digital utiliza as notas do Enem para selecionar estudantes para as instituições públicas de nível superior.
—Acho que é o processo que causa mais ansiedade, porque são quatro dias para ver se a nota de corte vai aumentar ou abaixar e saber se vai ser possível entrar na universidade escolhida — ressalta Brunna.

Prova

No ano passado, a prova do Enem foi aplicada em dois domingos consecutivos, nos dias 5 e 12 de novembro. Até 2016, o exame vinha sendo aplicado nos dois dias de um único fim de semana.
—Faço o Enem há quatro anos, desde o meu primeiro ano do ensino médio. Não gostei dessa mudança de datas porque isso dificulta para quem sofre de ansiedade, por ter que esperar uma semana para concluir a prova. Preferia como era antes — explica Brunna.
Para a estudante, o exame ainda precisa sofrer algumas alterações para se adequar à realidade brasileira.
—O nível de dificuldade exigido pelo Enem é muito diferente do que é ensinado nas escolas públicas. Existe uma disparidade enorme, que deve ser consertada urgentemente porque, quem não tem condições de pagar uma faculdade privada, não consegue entrar na universidade pública pela complexidade da prova — aponta.

Inscritos

No estado, a última edição do Enem contou com 725.679 participantes. O número representa 10,7% do total de 6.731.203 inscritos em todo o país. Em Divinópolis, 10.467 pessoas fizeram a prova.

Comentários
×