Mais um

Preto no Branco

Com diferença de poucos dias, a Câmara de Divinópolis confirma o segundo caso de vereador infectado por covid-19. O primeiro, Josafá Anderson (Cidadania), tem previsão de volta à Casa nesta semana. Ele retorna e fica de fora Ademir Silva (MDB), que também testou positivo. Não somente os que estiveram mais próximos deles, mas como todos os colegas de cadeiras devem estar com uma pulga atrás da orelha. E não é para menos, afinal, ninguém quer qualquer tipo de proximidade com este vírus e muito menos ficar na dúvida. O certo é que todos façam o teste, o que certamente já providenciaram. Falta de quórum pela ausência de vereadores no Plenário – que saem para uma passeadinha básica – é comum em quase todas as reuniões. Agora, se isso ocorrer por causa do coronavírus, deixa de ser feio e passa a ser preocupante. 

 Risco de contágio 

Além dos casos confirmados, o risco de contágio é constante em qualquer lugar, e no Legislativo não é diferente. Neste sentido, visando diminuir esta possibilidade, a Câmara passou ontem por mais uma desinfecção. A ação tem sido feita de forma quinzenal, para a preservação da saúde dos servidores e manutenção do ambiente limpo. Certíssimo o presidente da Casa, Eduardo Print Jr. Como bem diz o ditado, “antes prevenir do que remediar'', quesito que, infelizmente, o Brasil deixa a desejar e paga caro por isso. 

Falta de doses 

Lamentável, em um momento em que Minas Gerais assiste seus casos de mortes e contaminação diminuírem, o cronograma de vacinação estar prejudicado. Além da Região Metropolitana de Belo Horizonte, cidades do interior enfrentam falta de doses para a aplicação da vacina. Alguns municípios do interior afirmam que o estoque dura só até o fim desta semana. Divinópolis – pelo menos por enquanto – não ventilou esta possibilidade, mas, sem dúvidas, há chance de isso acontecer. Um exemplo é a última remessa que o Município recebeu na última segunda-feira: apenas 900 para a imunização de idosos. É fato que está difícil adquirir insumos de laboratórios, empresas etc. Mas tem hora que se tem a impressão de que as autoridades responsáveis já até se acostumaram com o vai e vem do vírus. Resta saber qual tipo de benefício elas ganhariam com isso. E, se tratando de Brasil, onde ninguém faz nada sem pensar no retorno, não dá para duvidar. 

A todo vapor 

A “Caminhada Todos Contra a Pedofilia” será realizada, sim. Com outros moldes, mas movimentada, organizada e cheia de atrações. A 13ª edição foi lançada ontem na sede administrativa do Sicoob Divicred, parceiro realizador da campanha deste ano. Aplausos em dobro para o incansável Casé Fortes, promotor da Vara da Infância e da Juventude, e idealizador da campanha há mais de uma década, e para a instituição financeira, que entendeu a importância de ajudar e valorizar esta iniciativa que é exemplo para o Brasil. 

É solidária 

Além das ações orientadoras sobre prevenção e denúncias dos crimes de pedofilia, a iniciativa em 2021 também longe das ruas, visa arrecadar e ajudar quatro entidades que cuidam de crianças e adolescentes em Divinópolis. Mais um motivo para todos aderirem. Vale lembrar que a data, 18 de maio, é Dia Nacional de Combate aos Crimes de Abuso e Exploração de Crianças e Adolescentes. Haverá uma live especial sobre o tema, com informações cruciais para proteção das vítimas. Como tudo neste momento está ligado direta ou indiretamente à pandemia, este assunto tão delicado não fica de fora. Dados da Polícia Civil e da Justiça mostram que houve crescimento deste crime neste período de isolamento social. É bom que todos fiquem atentos, pois, neste caso, o inimigo não mora ao lado, mas do lado das vítimas. 

Comentários
×