Mais três casos de coronavírus são confirmados em Divinópolis

Paulo Vitor Souza

 Três novos casos do Covid-19 são confirmados em Divinópolis. A cidade tem agora quatro pessoas que testaram positivo. O resultado de três exames saiu nesta quarta-feira, 25,  e confirmou o diagnóstico da infecção. Segundo informações que o Agora teve com exclusividade na manhã desta quinta-feira, 26, os três pacientes que foram atendidos no Complexo de Saúde São João de Deus (CSSJD), estão em isolamento domicliar. A fonte informou ainda ao Agora, que os três são residentes em Divinópolis. 

Logo depois, o Complexo de Saúde confirmou a informação por meio de nota.

Revelou que os pacientes, têm idades entre 30 e 39 anos, são duas mulheres e um homem, que foram atendidos no dia 21 deste mês, com sintomas leves e após colhidos os exames, de acordo com o protocolo da Organização Mundial de Saúde (OMS), foram encaminhados às suas residências onde permanecem em isolamento social. Informou ainda , como o Agora havia adiantado, que os pacientes são residentes de Divinópolis e não realizaram viagens fora da cidade recentemente.

Finalizou afirmando que não há casos confirmados internados na instituição de saúd, e que os casos suspeitos internados permanecem isolados, recebendo todos os cuidados necessários e em conformidade com as normas preconizadas pelo Ministério da Saúde (MS)e Secretarias Estadual e Municipal de Saúde (SES).

Divinópolis

O Município, assim como a maioria das cidades do país, enfrenta dificuldades para o diagnóstico da doença. Isso porque não há kits de testes rápidos, fazendo com que os exames demorem mais tempo, uma vez que o material recolhido precisa ser encaminhado para a Fundação Ezequiel Dias, em Belo Horizonte, onde ele é analisado. Por isso, existe a suspeita de que o número de confirmações seja ainda maior.

No país

De acordo com autoridades sanitárias, o número de infecctados pelo vírus pode ser bem maior que a contabilidade das secretarias estaduais. Isso acontece por causa das subnotificações, ou seja, pelo fato das pessoas não apresentarem nenhum sintoma ou não procurarem o serviço de saúde.

Em muitos casos, a doença não apresenta nenhum tipo de sinal, o que reforça a importância das indicações da Organização Mundial da Saúde (OMS) para que as pessoas permaneçam em casa para frear a propagação do vírus.

Comentários
×