Mais de 13 mil estão com doses atrasadas

Prefeitura voltou a convocar moradores a completar esquema vacinal

 

Da Redação

Divinópolis segue com alto índice de pessoas que não completaram o esquema vacinal contra a covid-19. Segundo atualização divulgada ontem pela Secretaria de Saúde (Semusa), 13.207 pessoas estão com a segunda dose em atraso. 

— A cidade tem ainda 32.410 pessoas que cumpriram o intervalo de quatro meses e já deveriam ter procurado uma unidade de saúde para receber a dose de reforço — acrescentou.

Em comunicado, a Prefeitura voltou a convocar os moradores para colocarem a vacinação em dia

— Busque as unidades de saúde para completar o esquema vacinal. Não é mais necessário fazer cadastro no site, quem estiver com a vacina em atraso deve procurar diretamente uma unidade de saúde para receber a vacina contra a covid-19 — explicou.

Antes, no entanto, o cidadão deve consultar o cronograma de vacinação, atualizado diariamente, para ver os critérios para a vacinação, datas, horários, imunizantes disponíveis e quais as unidades de saúde que o oferecem. O link para consulta do cronograma é https://bityli.com/EjqBlOc.

— A Prefeitura de Divinópolis lembra a todos que a manutenção da onda verde, liberação das atividades econômicas e realização de eventos, por exemplo, depende que todos os índices da pandemia da covid-19 se mantenham estáveis ou em queda. Em um período que surge uma nova variante do vírus, é importante que a população coloque a vacinação em dia e mantenha todas as medidas preventivas, principalmente o uso de máscaras, higienização das mãos e uso de álcool em gel — reforçou.

 

Queda

O índice de pessoas internadas em leitos exclusivos para covid-19 nas Unidades de Terapia Intensiva (UTIs), em Divinópolis, voltou a cair. Dados atualizados ontem pela Semusa apontam para seis pacientes internados (15%). Existem 40 leitos disponíveis na cidade. No setor de enfermaria, a taxa é de 34,8%, com 15 leitos ocupados entre os 43 totais.

Nas UTIs, apenas o Complexo de Saúde São João de Deus (CSSJD) tem pacientes internados. Pelo Sistema Único de Saúde (SUS), são um paciente adulto e três crianças; pela rede suplementar, dois adultos. 

— Nos demais hospitais, não há registros de internação por covid-19 nesse setor — informou, em nota, a Prefeitura. 

Na enfermaria, o CSSJD tem 13 pacientes (11 pelo SUS e um particular). O Hospital Santa Lúcia tem apenas duas pessoas neste setor. Os hospitais Santa Mônica e São Judas Tadeus não registram pacientes em enfermaria.

 

Comentários
×