Batendo Bola

 

Mais carinho com o futebol feminino

Com a valorização do futebol feminino, com os grandes clubes sendo obrigados a manter times profissionais e de base para participar de torneios nacionais e internacionais, se esperava bem mais da Confederação Brasileira de Futebol (CBF), com a entidade olhando com mais carinho para o escrete canarinho feminino. Mas não é isto que ocorre.

 Vexame

 Em torneio preparatório para a Copa do Mundo de Futebol Feminino, disputado semana passada, em Tampa, na Flórida, a Seleção Brasileira foi a grande decepção, terminando na última colocação na She Believes Cup 2019, e sem conquistar um pontinho sequer.

Mas o pior de tudo é que o time canarinho não vem jogando nada faz tempos e ninguém faz nada para mudar a situação. Fosse a seleção masculina e já tinha muita gente no olho da rua, mas, como é com as meninas, ninguém se mexe.

 Fora Vadão

 O técnico Vadão pode até conhecer de futebol, mas faz péssimo trabalho à frente das meninas, e continua ‘prestigiado’. E dá no que estamos vendo pela TV, com o time jogando abaixo daquilo que pode render. Até parece que os dirigentes da CBF não estão nem aí para o futebol feminino, pois não valorizam as garotas como deveriam fazer.

 Parada torta

 E olha que o time canarinho terá uma parada torta no Mundial que será disputado em junho deste ano na França. O Brasil caiu no grupo C, e terá como rivais Austrália, Itália e Jamaica. A estreia será no dia 9 de junho de 2019, diante da Jamaica, em Grenoble. Na segunda rodada, o duelo será contra a Austrália, no dia 13, em Montepellier. Cinco dias depois, as brasileiras fecham a participação na fase de grupos contra a Itália, no dia 18, em Valenciennes. E como se classificam apenas as duas primeiras de cada grupo, a seleção corre sérios riscos de ficar fora do mundial já na primeira fase.

Aí será um deus nos acuda.

 

Ufa! Guarani vence a primeira

 Foi sofrida, mas veio a primeira vitória do Guarani no Módulo I do Campeonato Mineiro. No sábado, no Farião, o Bugre não fez a melhor partida do ano, mas jogou o suficiente para derrotar a URT por 1 a 0, sair momentaneamente da zona de rebaixamento e dar esperanças de dias melhores ao sofrido torcedor.

 Bom jogo

 Com Ewerton Maradona e Yuri comandando as ações em campo, o Guarani voltou a ser o time que a torcida se acostumou a ver no ano passado, jogando para vencer e sem dar chance para os adversários.

 Golaço

 E para fazer mais feliz o torcedor que compareceu ao Farião na tarde de sábado, o gol que deu a vitória ao Guarani foi um golaço, uma obra prima do volante Alemão, outro jogador que vem jogando muita bola, e isto já faz algum tempo. Mas, no lance, não só a conclusão da jogada merece destaque, também a participação de Pedrinho foi digna de elogios.

 Para sonhar

 Com os três pontos somados, o Guarani foi a oito, e deixou a encrenca da zona de rebaixamento para a URT (7 pontos) e o Tupi (com 4), faltando apenas duas rodadas para o término da fase de classificação. Agora, o Guarani depende apenas de suas forças para seguir na elite do futebol mineiro na próxima temporada. E isto, matematicamente, já pode ser sacramentado no fim de semana, dependendo dos resultados da rodada.

 Para sonhar

 Para quem só pensava em escapar do rebaixamento, os números do Campeonato Mineiro dão até novas esperanças ao sofrido torcedor, e agora ele espera por coisas melhores ainda este ano, com a classificação para as quartas de final do estadual sendo, sim, possível de se tornar real.

 Números

 E são os números do Campeonato que dão ao torcedor motivos para sonhar, e dependendo dos resultados das duas últimas rodadas (com o Guarani fazendo a parte que lhe compete, e derrotando a Tombense e América) o Bugre pode terminar a fase de classificação até mesmo em quarto lugar e com o título de campeão do interior.

É sonhar muito alto? Não, são os números que dão esta esperança e contra números não há argumentos.

Comentários
×