Luzes de Natal enfeitam poucos pontos de Divinópolis

Enfeites em ruas e praças da cidade ficaram por conta de moradores e empresas  

Ana Laura Corrêa 

Quando chega o mês de dezembro, a magia do Natal toma conta das casas, comércios e ruas das cidades. Pisca-piscas, pinheiros decorados, presépios, guirlandas e sinos estão em todos os lugares. Em Divinópolis não é diferente, mas não como ocorre em outros municípios.   

Muitas empresas tomaram a iniciativa de decorar as vias públicas do município, atraindo a atenção e encantando quem passa próximo aos enfeites. A Prefeitura, por conta da contenção de gastos, não fez nenhuma iluminação comemorativa na cidade. 

Esplanada 

Pelo sétimo ano consecutivo, a VLI, empresa que controla a Ferrovia Centro-Atlântica (FCA), instalou a iluminação de Natal nos jardins da entrada do bairro Esplanada e na Praça dos Ferroviários.  

A iniciativa, inaugurada em 5 de dezembro, contou ainda com o apoio de moradores da região. Foram usados mais de dois mil metros de pisca-pisca e vários enfeites no local. Os visitantes poderão conferir a decoração de perto até o Dia de Reis, em 6 de janeiro. 

Centro 

No Centro da cidade, lojistas da avenida Antônio Olímpio de Morais se uniram para enfeitar a via e movimentar o comércio. Um dos idealizadores da decoração, o empresário Daniel Bicalho, contou que 42 lojas participam da iniciativa, realizada entre as ruas Minas Gerais e Rio de Janeiro.  

Segundo ele, a decoração conta com 42 pinheiros instalados em frente às lojas, além de 400 metros de iluminação, com a utilização do pisca-pisca de cascata. Os enfeites ficarão disponíveis para apreciação dos visitantes também até o dia 6 de janeiro. 

Tradição 

Uma das explicações para o uso de enfeites iluminados vem da religião católica. De acordo com frei Laércio, da Diocese de Divinópolis, as luzes relembram o nascimento de Jesus Cristo.  

 — A grande luz que veio ao mundo, na escuridão daquele povo escravo procurando a libertação e esperando o salvador — explica.  

Segundo ele, a partir dessa concepção, a tradição teve início.  

— Esse é o sentido das luzes. Elas indicam essa grande luz que vem iluminar toda a terra — afirma. 

Comentários
×