Longa-metragem de animação ambientado em Divinópolis seleciona vozes infantis

Da Redação

A equipe de produção do primeiro longa-metragem de animação do interior de Minas “Placa-Mãe” está realizando seleções para formação do elenco de voz original da obra. O filme é idealizado por Igor Bastos e se passa em uma Minas Gerais futurista. A animação ainda retrata vários cenários do Centro-Oeste, como o Parque da Ilha, Maria Fumaça e o pontilhão do Niterói.

Segundo o diretor e roteirista do filme, Igor Bastos, “necessitamos de vozes locais, pois isso faz parte do trabalho de tentar retratar da melhor forma nossa região com personagens genuinamente mineiros. Os dialetos, as gírias e as sílabas simplificadas fazem parte dos nossos valores e identidade”.

Podem participar da seleção meninos de oito a 12 anos, e meninas de seis a nove anos, as inscrições podem ser feitas por meio deste link. Todas as crianças devem ir acompanhadas por um responsável.

Sinopse

Nadi, uma Android, tem cidadania, e ganha o direito de adotar duas crianças, David e Lina. Em um mal-entendido durante a adoção, David foge com medo de sua irmã Lina perder o sonhado lar.

Tema

O filme trata sobre família, como a tecnologia impacta em nossas relações sociais, além de abordar os problemas de adoção de crianças mais velhas no Brasil. A ideia é pensar Minas Gerais no futuro onde podemos refletir sobre várias questões do presente. O que é ser um cidadão? O que te faz reconhecer enquanto membro daquela comunidade? O que é ser uma família? Como a legislação impacta a vida das pessoas? Várias dessas questões aparecem sutilmente no filme.

 


Comentários
×