Lojas fechadas

Marco Aurélio Braga 

Nesta semana, a Justiça aceitou o pedido de recuperação judicial da Máquina de Vendas, dona da rede Ricardo Eletro. A companhia anunciou na última sexta-feira, 7, que fechou suas 300 lojas físicas em 17 estados e demitiu cerca de 3.600 funcionários. Este é mais capítulo na crise da varejista, que no passado chegou a faturar R$ 10 bilhões por ano, mas que agora acumula uma dívida de R$ 4 bilhões. Fundada em 1989 pelo divinopolitano Ricardo Nunes, a varejista cresceu a partir de uma agressiva estratégia de fusão com concorrentes. Os problemas começaram a aparecer em 2018. Naquele ano, a Máquina de Vendas viu seu faturamento cair à metade do que registrava no auge. As fusões não deram o resultado esperado no longo prazo e desde 2014 a companhia registrava prejuízos. De 2015 a 2018, foram fechadas mais de 600 lojas, mas as contas ainda não fechavam. Em julho deste ano, Ricardo Nunes foi preso no âmbito de uma operação de combate à sonegação fiscal e lavagem de dinheiro em Minas Gerais. Ele é acusado de sonegar R$ 400 milhões em impostos durante cinco anos, quando ainda trabalhava com a varejista. Segundo dados da Máquina de Vendas, o faturamento chegou a cair mais de 92% nos últimos meses. Os maiores credores da varejista são os bancos Bradesco, Itaú e Santander, a fornecedora Whirpool (das marcas Brastemp e Consul), o fisco – que ainda cobra os impostos sonegados pela administração de Ricardo Nunes – e a gestora de fundos Starboard. A empresa diz que tem dinheiro para pagar a rescisão dos demitidos – cerca de R$ 125 milhões –, mas admite que vai precisar pechinchar à Justiça para conseguir os maiores descontos possíveis na negociação com credores.

Teatro

A atriz Fernanda Montenegro tem projeto para 2021: pretende subir aos palcos encenando mais um monólogo com poemas de Adélia Prado. A atriz já encenou com grande sucesso o espetáculo Dona Doida, em 1987, cujo roteiro reúne poemas colhidos em seis livros da escritora divinopolitana, sob direção de Naum Alves de Souza, e que percorreu literalmente do Oiapoque ao Chuí, emocionando as mais diferentes plateias. Fernanda diz nunca ter considerado Dona Doida um monólogo ou recital: "Acho que Dona Doida se assemelha mais ao intermezzo, como na música, por sua relação direta com a plateia". Prestes a completar 90 anos, Fernanda Montenegro planeja um evento inédito em sua trajetória. Provavelmente no primeiro semestre de 2021 ela reencarna Adélia Pardo nos palcos e diz: "Não sei exatamente como vai ser, mas quero percorrer o país com o novo trabalho. Como desdobramento, pretendo realizar oficinas nos locais onde apresentar, na verdade leituras da peça, não leituras encenadas para efeito de público, mas para refletir sobre os textos de Adélia. A ideia não surgiu de uma preocupação especial: é só um desejo".

Mudanças

O Procon Divinópolis deve ir para o espaço onde funcionava o Posto de Saúde Central, no início da avenida 1° de Junho e que foi transferido para o bairro Esplanada. O Centro de Saúde Central ficará dividido em duas equipes, uma da própria unidade e a outra da Estratégia da Saúde Familiar (ESF) do Esplanada. Desta forma, o bairro será assistido por uma equipe exclusiva e o C.S. Central continua com o atendimento dos moradores do Centro e do bairro Porto Velho. O novo espaço conta com dois consultórios dentários, salas de atendimento médico, de enfermagem, e também de atendimento psicológico e está localizado na rua Coronel Júlio Ribeiro Gontijo, 337, bairro Esplanada.

Encontro virtual

A quarentena ocasionada pela pandemia promoveu mudanças também nos encontros presenciais do Conselho Diocesano de Leigos da Diocese de Divinópolis, que foram suspensos. Mas foi criada uma programação para o próximo dia 15, às 14h, quando será realizado o encontro Virtual do CNLB diocesano, com a participação do professor Jeová, que abordará o tema "Diretrizes sociais da Igreja". Acesso pela plataforma Meet:  http://meet.google.com/dgt-vuxt-ma

Psicologia

O Projeto de Apoio Psicossocial a Estudantes (Pape) Acolhimento e Inclusão, vinculado ao Programa Institucional de Apoio à Extensão da Uemg (PAEx) e desenvolvido pelo curso de psicologia da Uemg Divinópolis, oferece aos estudantes da unidade grupos de trocas de vivências nestes tempos de pandemia de covid-19.  Os encontros ocorrem semanalmente, sempre às terças-feiras, às 20h, por meio de videoconferência. O projeto é coordenado pelos professores Ana Trajano e Matheus Braz.

Museu

Neste ano, a 14ª Primavera de Museus da Universidade Federal de São João del-Rei será marcada pelo I Simpósio Virtual do Museu Regional e terá como tema "Reflexões acerca da identidade e identificação do museu". O evento será no período de 21 a 25 de setembro e vai distribuir certificados aos participantes. A Primavera de Museus é realizada tradicionalmente durante o mês de setembro, uma iniciativa desenvolvida pelo Ibram desde 2007. O projeto possui tema específico para cada edição e tem como objetivo divulgar e promover as ações desenvolvidas por museus de todas as regiões do Brasil. Para 2020, o tema escolhido para a 14ª Primavera de Museus foi "Mundo digital: museus em transformação".

Comentários
×