Ligeiro

Gisele Souto

Primeira etapa cumprida. O prefeito Galileu Machado (MDB) foi o último a depor nas oitivas realizadas pela Comissão Processante da Câmara no caso em que ele é investigado por possíveis irregularidades. Além dos componentes da comissão, Eduardo Print Jr. (SD), Renato Ferreira (PSDB) e Roger Viegas (Pros), Sargento Elton (Patriota), considerado oposição ferrenha à atual Administração, fez perguntas. Quem acompanhou disse que Galileu foi rápido e cauteloso nas respostas.

Se arrependeu

Apertado em alguns momentos, o chefe do Executivo afirmou desconhecer a denúncia e se limitou a dizer que estaria preparado apenas para responder perguntas políticas. A denúncia de renúncia de receita foi uma delas. Porém, em outra questão, disse ter se arrependido de oferecer cargo a Marcelo Marreco. Ainda bem!

Prazo

Rápida também será a resposta. Integrantes da comissão acreditam que em 15 dias o relatório já esteja concluído, já que têm em mãos um vasto material. Se confirmado, terminará muitos antes do previsto, que é outubro. E isso é muito bom. Acaba logo com essa ladainha que vem sendo rezada desde o início do ano. Mesmo não participando ativamente da polícia local, muita gente já sabe de cor e salteado. Porém, se ao fim da reza Galileu terá o perdão, só Jesus!

Peculiar

Enquanto não se decide quem será o responsável por terminar o Hospital Público Regional, Divinópolis continua desassistida na saúde pública: uma UPA que foi criada para ser apenas porta de entrada e amontoa pacientes até nos corredores; um único hospital que atende estes pacientes, mas arrumar uma vaga, principalmente no CTI, é o mesmo que acertar na Mega Sena; e unidades de saúde sem médico. Mas, se faltam hospitais, sobram prédios para o Executivo e o Legislativo. Chega a ser bizarro a cidade ter duas prefeituras e duas câmaras e apenas um local que atende pelo SUS. Alô, defensores do povo, vocês estão aí?

Interesse?

Sem dúvida. Veja bem, não sou eu quem está afirmando. Li alguns comentários de servidores estaduais sobre a antecipação da primeira parcela do pagamento referente a julho anunciada ontem pelo governador Romeu Zema (Novo). A decisão é considerando o Dia dos Pais, a ser comemorado no próximo domingo. Um deles diz: “Empresário olha o lado é de empresário. Principalmente donos de lojas, para clientes comprarem presentes dos pais”. E depois a gente fala que a população não é esperta. Mas é, sim, porém somente quando bole nos seus interesses. Uma pena.

Nomeado

O prefeito de Carmo do Cajuru, Edson Vilela (PSB), que vem ganhando holofotes por sua atuação, continua recrutando profissionais qualificados em Divinópolis para dar ainda mais visibilidade à sua gestão. O nome anunciado agora é o do historiador e jornalista, Flávio Flora. Ele será assessor especial de Vilela e lidará diretamente com a Comunicação, Turismo e Cultura. O cargo de 1º escalão possibilitará a Flora mostrar todo seu conhecimento e veia política. Sem dúvida, ganha de um lado e do outro, pois, trata-se de duas pessoas competentes e habilidosas.

Mulheres

É ainda muito difícil ser mulher. Esta é a opinião da maioria delas quando se trata de violência que, muitas vezes, chega ao feminicídio. Portanto, lamentavelmente, a culpa não é somente do machismo masculino, muitas ainda permitem que práticas abusivas continuem sendo praticadas. Isso acontece quando elas de voltam contra si contribuindo com comportamentos condenáveis de certos homens.  Ontem, data em que se comemorou 13 anos da Lei Maria da Penha, o Ministério da Justiça e mais dez órgãos assinaram o Pacto pela Implementação de Políticas Públicas de Prevenção e Combate à Violência contra Mulheres. A ideia é ampliar a articulação do Poder Público visando a políticas que evitem esse tipo de prática. Que não seja bonito como a medida protetiva que, até aqui, funcionou somente no papel.

Comentários
×