Leo e Edílson liberados para enfrentar o Guarani

José Carlos de Oliveira

O Cruzeiro ganhou dois reforços para o jogo deste sábado contra o Guarani, na abertura do Campeonato Mineiro 2019, marcado para as 16h30, no estádio Waldemar Teixeira de Faria, em Divinópolis.

No início da tarde desta sexta-feira, o time celeste conseguiu as liberações do zagueiro Leo e do lateral direito Edílson, que estavam suspensos. O presidente do Tribunal de Justiça Desportiva de Minas Gerais (TJD-MG), Igor Fonseca Santos Teixeira, acolheu o pedido da diretoria cruzeirense e converteu as punições em doações de cestas básicas a instituições filantrópicas (R$ 1,5 mil por partida). O pagamento foi feito pelo Cruzeiro nesta sexta-feira.

As punições

O zagueiro Leo foi punido pelo Pleno do TJD-MG com quatro partidas de suspensão por causa do soco dado no atacante Ricardo Oliveira, no segundo tempo do clássico da fase de classificação do Mineiro, disputado no dia 4 de março.

O árbitro Cleisson Veloso Pereira não viu o lance, mas as imagens de televisão captaram o choque com o camisa 9 alvinegro, no jogo disputado na Arena Independência, e que foi vencido pelo Cruzeiro por 1 a 0, gol de Raniel.

O zagueiro ficou fora dos jogos contra a Patrocinense, pelas quartas de final e Tupi, pela ida das semifinais. Na decisão do Mineiro, contra o Atlético, o Cruzeiro conseguiu efeito suspensivo e Leo participou dos jogos que deram o título estadual à Raposa.

Já o lateral Edílson foi denunciado pela Procuradoria do TJD-MG por causa do incidente com o venezuelano Rómulo Otero na final do Campeonato Mineiro de 2018. O jogador levou apenas cartão amarelo, mas a procuradoria recorreu às imagens e o jogador foi punido com dois jogos de suspensão, em primeira instância. Punição que foi diminuída em um jogo no recurso.

Comentários
×