Leia a coluna social desta quinta, 11 de março

Marco Aurélio Braga

Hospital 

O governador Romeu Zema (Novo) reafirmou o compromisso em concluir as obras do Hospital Público Regional de Divinópolis. O anúncio foi feito em reunião na Cidade Administrativa, em Belo Horizonte, da qual também participaram os deputados Domingos Sávio (PSDB) e Cleitinho Azevedo (CDN). Com aproximadamente 80% do projeto executado, a unidade é uma das mais adiantadas entre as cinco que estão em obras no estado. 

Niver 

De maneira “intimista”, devido às limitações e cuidados que o momento exige, mas nem por isso com menos criatividade, o fisioterapeuta Vitor Augusto pretende comemorar seus muito bem vividos 27 anos com um encontro de familiares e amigos, poucos e bons. Se Divinópolis estiver nas ondas amarela ou verde, ele soprará as velinhas na Estância Stela Maris, escolha propícia pelo espaço ser aberto e de beleza ímpar. A reunião do pequeno grupo de convivas de Vitor será no próximo dia 28. Depois eu conto!

Vermelha

Com a classificação do Minas Consciente, a Microrregião de Divinópolis retornou para a onda vermelha, com 20 pontos, conforme relatório do Governo de Minas, publicado na quinta-feira, 5. Pertencem à Micro de Divinópolis as cidades de Araújos, Carmo do Cajuru, Cláudio, Divinópolis, Itapecerica, Perdigão, São Gonçalo do Pará e São Sebastião do Oeste. Na 3ª fase do plano do Governo, o comércio permanece aberto porém com mais restrições. Mas, tudo pode mudar de hoje até o início da próxima semana. Há uma grande chance de a onda roxa, mais restritiva ser determinada pelo governo para estas cidades e as demais da Macro. 

Vacina I

Cerca de 1,7 mil municípios brasileiros manifestaram interesse em aderir ao consórcio público para compra de vacinas contra a covid-19. A relação foi fechada na sexta-feira, 5, com a adesão de 1.703 municípios, incluindo 24 capitais. Essa conta abrange mais de 125 milhões de brasileiros contra a doença que já matou mais de 265 mil pessoas no país. A instituição do consórcio público, batizado de Conectar – Consórcio Nacional de Vacinas das Cidades Brasileiras, é liderada pela Frente Nacional de Prefeitos (FNP) e dará suporte aos municípios caso o Programa Nacional de Imunização (PNI) não consiga suprir a demanda nacional.

Vacina II

São 336 cidades de Minas Gerais, entre elas Belo Horizonte, que aderiram ao consórcio. Divinópolis aderiu ao consórcio na sexta-feira passada, quando preencheu o formulário fornecido pela FNP. Também assinaram o documento de adesão Lagoa da Prata, Cláudio, Carmo do Cajuru, Itapecerica, São Gonçalo do Pará, Igaratinga, Pains, Moema, São Sebastião do Oeste, Conceição do Pará e Pedra do Indaiá. Também vão integrar o consórcio os seguintes municípios: Nova Serrana, Pará de Minas, Itaúna, Formiga, Pitangui, Itaguara e Onça do Pitangui.

Vacina III

Em declaração em coletiva de imprensa, a vice-prefeita de Divinópolis, Janete Aparecida (PSC), chamou o consórcio público para compra de vacinas contra a covid-19 de “político”. “Infelizmente, é muito mais político do que real. Porque não existe vacina para comprar. A gente só pode comprar a vacina na hora que sobrar nos laboratórios (…) Nós nos inscrevemos para que, se houver a compra, a gente entrar. Mas, infelizmente, não é um fato real”, afirmou. Ainda segundo a vice-prefeita, a Prefeitura de Divinópolis tem R$ 5 milhões em caixa para aquisição de vacinas.

Comentários
×