Lançamentos marcam comemorações da Semana da Mulher em Divinópolis

Jorge Guimarães

A noite de hoje vai ser de autógrafos, a partir das 19h, na Boutique do Livro, quando a amapaense Júnia Paixão, que mora em Carmo da Mata, lança o seu novo livro “Não repare a bagunça”. A obra é uma coletânea de poemas e crônicas que tratam das mudanças de vida a que todos estamos sujeitos, com perdas, conquistas, descobertas, alegrias e tristezas.

— São crônicas e poesias que retratam as dores e alegrias da vida — diz a autora.

Júnia, que é professora, cronista e realizadora da Festa Literária de Carmo da Mata, tem outros três livros lançados. 

— A escrita é algo essencial em nossas vidas, nos traz autoconhecimento, transforma o olhar e o jeito de entender a vida — define.

Sábado

Já no próximo sábado, 14, às 10h, é a vez de Juliana Dias lançar sua obra infantil “As linhas dos sons”. Juliana é da região do Vale do Aço, mas reside atualmente em Pouso Alegre.  É escritora, ilustradora e artista plástica. “As linhas dos sons” é a história de encantamento de uma criança pela música nos seus mais variados estilos. Do avô Enzo ao maestro que mora na casa mágica na vizinhança, dos irmãos aos amigos, a cidade parece mergulhar na música. Primeiro livro de Juliana Dias, “As linhas dos sons” tem texto e ilustrações dela, que também vive a arte em suas múltiplas manifestações.

— A pintura para mim é uma história, um diário. Como uma tela, eu a considero um livro. Assim realizei, de forma inversa, em “As Linhas dos sons”, a história escrita e depois a tela — sintetiza a autora.

Comentários
×