Juiz se faz de cego em jogo do Corinthians

Batendo Bola

 José Carlos de Oliveira 

jcqueroviver@hotmail.com.br

 O lance em que o goleiro Cássio defendeu a bola com as mãos e foi punido apenas com o cartão amarelo, no jogo de domingo frente a Chapecoense – com vitória do time de Chapecó por 2 tentos a 1 –, deixou uma dúvida no ar: das duas uma, os árbitros estão mesmo mal preparados ou gostam é de beneficiar o time paulista.

Lance claro 

E não tem como o torcedor chegar a outra conclusão. O lance foi de forma tão claro, que o árbitro carioca, Grazianni Maciel Rocha, deveria ter vergonha de continuar apitando jogos da Série A. Era lance para cartão vermelho e o soprador de latinha só não excluiu o goleiro do clube paulista do jogo porque assim não quis. Se fez de cego.

Atlético aposta na juventude 

Vitória mais do que merecida, com dois gols do pastor Ricardo Oliveira. O Atlético passou pelo Santos, triunfo por 3 a 1 na manhã de domingo no Horto, e se manteve entre os primeiros colocados no Campeonato Brasileiro (está na 5ª colocação, com 30 pontos ganhos).

 Continua o sonho 

O resultado é sim para ser comemorado e mantém o sonho do time alvinegro de chegar ao título. A conquista do Brasileirão é difícil, mas pelo que jogam os adversários hoje, não é impossível de se tornar realidade.

 No lucro 

Mas mesmo que a taça de campeão não vá para a Cidade do Galo ao final da temporada, o Atlético, como clube, vai sair ganhando e muito no final do ano. Em que posição seja que o time ficar ao término do Brasileirão, desde que entre os primeiros, será motivo de festa para a Massa e por muitos motivos.

 Juventude 

E o principal deles é que o Atlético está fazendo uma aposta arriscada, mas que se der certo elevará em muito o valor (técnico e financeiro) de seu elenco. Ao fazer a opção por um time jovem, a diretoria alvinegra sabia bem os riscos que estava correndo.

 Idade Sub-23 

Dos 11 titulares de domingo nada menos que seis deles - Emerson, Maidana, Hulk, José Welison, Nathan e Tomás Andrade – têm menos de 23 anos, e podem mudar o status do Galo nas próximas disputas. A diretoria está montando um time para duas, três temporadas seguidas. Dando certo, a ideia será motivo de festa para todos: torcida e diretoria.

 MANGUEIRAS BRASIL

 Cruzeiro faz duelo decisivo nesta quarta-feira 

A derrota de domingo para o Flamengo, a terceira em quatro jogos pós Copa, do time celeste no Campeonato Brasileiro, praticamente tirou qualquer chance de título da Raposa este ano. Até o final do torneio o time celeste brigará por posições intermediárias na tabela, e comemorar classificação para Libertadores já será motivo de festa. Com treze pontos atrás do líder São Paulo, esta é a realidade azul hoje. Não há outra.

 Riscos calculados 

Mas este é um risco que o técnico Mano Menezes já tinha calculado. Pelo menos é o que se deduz de sua opção por escalar reservas no Brasileiro. Fosse outro o pensamento, ele correria menos riscos. E a aposta deve mesmo pelas Copas, com o time brigando na cabeça apenas pela Copa do Brasil e na Taça Libertadores.

 Amanhã, o Santos

 E a resposta já será dada nesta quarta-feira, quando o Cruzeiro recebe o Santos no Mineirão, no jogo de volta da Copa do Brasil. Como venceu na ida por 1 a 0, a Raposa joga pelo empate para seguir em busca do seu sexto título.

 Força da torcida 

E o torcedor cruzeirense parece ter entendido o pensamento de seu comandante. Amanhã, contra o Santos, o Mineirão estará lotado, com vários setores do estádio com a carga de ingressos já esgotada. E é nisto que Mano tem apostado, na força de sua torcida para seguir bem nas copas.

Se der tudo certo, será carregado nos braços. Se não? Que se prepare para as cobranças que virão no futuro.

Comentários
×