Jovem suspeito de tentativa de homicídio é preso em Carmo do Cajuru

Dois adolescentes também foram apreendidos; vítima de 44 anos sobreviveu a graves ferimentos

Da Redação

Um jovem suspeito de tentativa de homícidio foi preso ontem em Carmo do Cajuru. Conforme informações da Polícia Civil (PC), o mandado de prisão temporário foi cumprido contra o investigado que teria cometido o crime no último dia 17 de agosto. 

Ainda conforme a Polícia Civil, dois adolescentes também podem estar envolvidos no crime.

— Na ocasião, o suspeito acompanhado de dois adolescentes, de 16 e 17 anos, teria atraído a vítima, de 44, a um local ermo no bairro Alvorada, com o pretexto de que usariam drogas. Ao chegarem ao local, os suspeitos agrediram o homem e efetuaram três disparos de arma em direção a ele, que foi atingido na cabeça e na região do tórax, porém resistiu aos ferimentos e sobreviveu. As graves lesões fizeram com que a vítima ficasse internada por mais de um mês e passasse por diversas cirurgias — informou a PC em nota divulgada.

Motivação

De acordo com o delegado responsável pelas investigações, Weslley Amaral de Castro, as investigações apontam que a motivação do crime está relacionada com o tráfico de drogas.

— Tanto os adolescentes, os quais são irmãos, quanto o homem preso são conhecidos pela prática do tráfico de drogas no bairro e, diante do não pagamento recorrente das dívidas da vítima, resolveram então juntos matá-la — conta.

Adolescentes

A Polícia Civil também informou que os adolescentes continuam apreendidos em unidades socioeducativas.

— Os adolescentes, que já se encontravam apreendidos em uma unidade socioeducativa pelos atos infracionais análogos aos crimes de tráfico de drogas e porte ilegal de arma de fogo, também responderão pelo ato infracional análogo ao crime de tentativa de homicídio, conforme medidas estabelecidas no Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA). Já o investigado preso, foi encaminhado ao sistema prisional, onde se encontra à disposição da Justiça — concluiu.

As investigações, conduzidas pela Delegacia de Polícia Civil em Carmo do Cajuru, continuam, e o inquérito, tão logo concluído, será remetido ao Poder Judiciário.

Comentários
×