José Alonso Dias: do menino de pés descalços ao Mago das Misses

Um tributo à vida de um dos cidadãos mais ilustres da história de Divinópolis

Valquíria Souza 

Quem convive (conviveu) com JOSÉ ALONSO DIAS certamente já percebeu que ele é todo coração e não por acaso deixou seu nome bem marcado na história dessa Cidade do Divino, que completa (completou) 108 anos. Devoto fervoroso de Nossa Senhora Aparecida, avô supercoruja, visionário, destemido e de olhar certeiro para as belezas ímpares. São muitos os predicados do filho de Alonso da Cunha Dias e Castorina de Sousa Dias, nascido em Divinópolis, em junho de 1944. Grande incentivador da cultura local, do esporte e da valorização das mulheres.   

Os mais antigos vão se lembrar de que, muito jovem, Alonso já se mostrava antenado a tudo. Cursou direito, pós-graduado em direito público pela Fadom, sempre procurou ficar cercado de pessoas que se interessavam pelos estudos, percebendo nisso uma ferramenta poderosa. Ainda menino, ele idealizou o Estrela do Oeste Clube, cuja placa de inauguração, datada de 1954, não deixa dúvidas: um sonho de meninos descalços! 

Desde a inauguração do Estrela, José Alonso sempre deu mostras do gosto apurado para o belo. Primando pelo paisagismo nos espaços que construiu, trouxe ideias que só seriam vistas bem mais tarde em resorts e cenários internacionais. O clube fundado por ele é também referência esportiva na formação e revelação de atletas ao longo da história de Divinópolis. 

São muitas as situações em que José Alonso deixou sua marca na história! Muitos devem se lembrar do “banho de óleo” comemorativo quando tirou seu brevê para pilotar avião. Naquela época, poucos tinham acesso a esse meio de transporte e ele... Já ia e vinha. Muitas vezes acompanhado pelas mais belas mulheres do Brasil. 

Não é segredo que José Alonso Dias ficou conhecido nacionalmente como o Mago das Misses, e Divinópolis como a Fábrica de Misses. Tudo isso, graças ao trabalho desenvolvido por ele. Nomes como Natália Guimarães (Miss Brasil 2007 e vice Miss Universo), Renata Fan (Miss Brasil 1999), Débora Lyra (Miss Brasil 2010) e Rayanne Morais (Miss Minas Gerais 2008), Tatiane Alves (Miss Minas Gerais 2006), Larissa Ramos (Miss Earth nas Filipinas) foram revelados por ele. Mulheres que demonstraram que a beleza vai além do físico e, por isso, se mantêm na mídia na atualidade. 

José Alonso realizou concursos importantes em Divinópolis (Miss Minas Gerais, Miss Divinópolis, Miss Terra Minas Gerais, entre tantos outros), inclusive na última década o concurso Miss Terra Brasil, que também alcançou resultados memoráveis no cenário internacional, dando a ele cada vez mais credibilidade como preparador de misses. 

José Alonso também já teve seu pezinho na política, foi cotado para ser prefeito, mas, como empresário de concessionárias e preparador de misses, já tinha bastante trabalho. As sedes de suas empresas também eram sempre modernas, requintadas, de encher os olhos! Encontrou-se com figuras importantes e emblemáticas como Tancredo Neves, além de outros tantos governadores, senadores e ex-presidentes. 

É casado com Maria Luisa Carvalho Ferreira Dias há 50 anos, teve três filhos: Leonardo Ferreira Dias (zootecnia), Clarissa Ferreira Dias (administração), Ana Cristina Ferreira Dias (psicologia e direito). 

Netos: Ana Luisa, Matheus, Bernardo Alonso.

Não é por acaso que em seu currículo José Alonso coleciona uma série de comendas e homenagens, dada a sua contribuição para o desenvolvimento econômico, social, cultural e artístico da cidade. Assim como o pai, Alonso da Cunha Dias – que foi o primeiro taxista de Divinópolis, construtor da primeira estrada que ligava Ermida a Djalma Dutra –, José Alonso Dias deixa seu nome na história de Divinópolis por seus muitos feitos, mas principalmente por provar que quem sonha pode realizar, mas é preciso ter fé e se enxergar além!

Comentários
×