João Carlos Ramos - Outubro Rosa

Outubro Rosa é uma campanha mundial, realizada neste mês, visando à conscientização, principalmente das mulheres, acerca da prevenção e diagnóstico do câncer de mama.

Sabemos que o câncer é fruto de uma multiplicação desordenada de células, visando, cegamente, à "proteção do corpo". Infelizmente, o excesso populacional, atrelado a causas mais da vida moderna, exige de todos a preocupação constante, sendo mister a multiplicação das tarefas diárias, sobrecarregando os limites do corpo-mente. Nosso corpo, segundo a ciência biológica, possui 10 trilhões de células que constituem um exército a serviço daquele referido corpo.

Temos limites na natureza humana que, ultrapassados, surgem consequências inevitáveis. Os sábios orientais, como Lobsang Rampa, nos aconselham algumas regras áureas: dormir oito horas por noite (não dia), tomar suficientemente água fria (não gelada) e se alimentar de frutas, cereais e legumes ( sem agrotóxicos). Além disso, evitar fumo, álcool e desequilíbrio de ordem sexual. Sobretudo, exercitar a "solidão acompanhada", que é o estado mental produzido pela arte da meditação profunda. Também, todo meio de transporte é nocivo à mente humana e devemos abolir os exercícios físicos em academias de recintos fechados. Principalmente os ocidentais, como nós, os brasileiros, estamos longe dessas práticas e, consequentemente, perto do câncer e suas inúmeras diversidades, bem como das demais doenças psicossomáticas ou não.

Tratando-se especificamente do câncer de mama, temos um agravante estarrecedor que é a fuga da maternidade, tão apregoada principalmente pelas mídias. Queiram ou não, as mulheres possuem um instinto materno que deve ser aceito e desenvolvido. A negação, ainda que inconscientemente, gera a cobrança fatal, agora desvendada pela física quântica.

O homem precisa entender que é inferior a deus, a natureza e aos seus semelhantes. Colhemos o que plantamos. A campanha do Outubro Rosa é maravilhosa e deve ser louvada, porém pouco adiantará se não seguirmos as regras básicas do comportamento humano. Um exemplo que posso "advogar em causa própria" é o da caminhada (sem conversas).

Sim! A caminhada (não a corrida) fortalece músculos e ossos e normaliza o trânsito da circulação sanguínea, anunciando o início da faxina mental. Infelizmente, preferem enfrentar o trânsito infernal, por modismo ou impulso. Algo também que devemos assinalar é sobre o envenenamento do sangue, produzido pelos ácidos do ódio e ressentimentos por atos já sepultados no passado.

Em especial as palavras... (ouvindo ou falando). As mulheres falam e ouvem mais por causa de seu instinto protetor, diz a psicologia moderna.

Sobrecarregam suas mentes de forma descomunal no abismo/querido. Diante de tais fatos chocantes e raras alternativas, resta- me invocar o criador dos corpos para a invocação de um milagre:

infinito ser! Supremo criador de todos os seres e fonte inesgotável de todos os milagres! Recorro a ti para o grande milagre nesse Outubro Rosa.

Conceda, principalmente a todas as mulheres, o dom do esclarecimento total sobre o câncer de mama e sua cura instantânea.

Dominador das galáxias! Pai de minha alma e sustentador do gênero humano, ouvi-me com graça e atenção: através do grande milagre recebido agora, o Outubro Rosa passa a ser Outubro Branco, pois eu te peço em nome e pelos méritos de Jesus Cristo, o sangrento salvador. Amém!

jocarramos@gmail.com

Comentários
×