JED tem 48 escolas inscritas

 

José Carlos de Oliveira

A edição 2019 dos Jogos Escolares de Divinópolis (JED) começa na quinta-feira, 8, e terá a participação de alunos atletas de 48 instituições de ensino da cidade. Estarão na disputa jovens de 8 a 16 anos, que vão competir em diversas modalidades esportivas.

A maior e mais concorrida competição escolar da região Centro-Oeste contará com a presença de alunos de 26 colégios estaduais, nove municipais, 12 privados e um federal.

As modalidades em disputa serão basquete, futsal, handebol e voleibol, e acontecem em três categorias: Jedinho, com crianças nascidas em 2008, 2009 e 2010; Módulo I, que inclui atletas nascidos em 2006 e 2007; e Módulo II, jovens nascidos em 2003, 2004 e 2005.

Competição

A abertura dos Jogos Escolares de Divinópolis está marcada para a quinta-feira da próxima semana, dia 8, e as partidas serão realizadas no ginásio Poliesportivo Fábio Botelho Notini, nas quadras do Divinópolis Tênis Clube (DTC), na quadra do Colégio São José e no ginásio do Centro Federal de Educação Tecnológica de Minas Gerais (Cefet), no bairro Bela Vista.

Ao todo, serão disputados 372 jogos, com a participação de 236 equipes. A realização do JED é da Prefeitura de Divinópolis, através da Secretaria Municipal de Esportes e

Juventude (Semej).

Jemg 2020

As equipes campeãs do JED estarão classificadas para representar o município nos Jogos Escolares de Minas Gerais (Jemg 2020), que são promovidos anualmente pelo Governo do Estado.

Outras modalidades

Pela programação elaborada pela organização para os JEDs 2019, estão previstas ainda a realização de outras modalidades esportivas, com os alunos disputando torneios de natação, judô, xadrez, dentre outros.

Segundo o secretário de esportes, Ewerton Dutra, o JED é de suma importância para o esporte da cidade por envolver mais de 3.000 alunos atletas de escolas de todas as regiões do município, com a participação de jovens de 8 a 16 anos nas disputas.

Ewerton lembra ainda que os jogos escolares abrangem outros setores da sociedade, com alunos, professores, torcedores, pais e familiares dos atletas vivendo e vibrando com o dia a dia da competição.

Como na edição do no ano passado, os jogos serão disputados com os portões fechados, com a presença apenas de alunos atletas e de pessoas diretamente envolvidas nas partidas.

Um dos organizadores do JED 2019, Ronaldo Xisto, explica que a prática de esportes é uma das estratégias para evitar o abandono escolar.

— A iniciativa de fechar o ginásio busca viabilizar financeiramente os Jogos Escolares, evitando que a organização tenha que arcar com custos extras, como segurança dos locais de disputa. E é uma forma de manter os alunos nas escolas, evitando prejuízo na evasão escolar – garante Ronaldo Xisto.

 

Comentários
×