Japão tem mais pontos de recarga para carros elétricos que postos de gasolina

 

Enquanto aqui no Brasil nós sofremos com a falta de combustível, no Japão existem mais pontos de recarga para veículos elétricos que postos de gasolina. Segundo relatório divulgado pela Nissan, em 2015 já eram 40 mil locais para recarregar seus carros elétricos, 5 mil a mais que os postos convencionais para motores a combustão.

Em média, um carro elétrico pode andar 300 km com uma única carga. Sendo assim, com tantas estações espalhadas por todo o país, ter um carro elétrico não é um problema.

Além disso, muitos japoneses donos desses tipos de carros instalam carregadores em suas garagens. O tempo de carregamento das baterias varia entre 40 minutos e 60 minutos nos veículos do tipo rápido e cerca de 6 horas para os convencionais.

No Japão, o governo oferece subsídios para compra de veículos elétricos e híbridos. Houve também um significativo investimento para aumento da rede de recarga, sendo assim o cenário é muito favorável para quem quer utilizar um carro elétrico no país.

A Nissan anunciou para 2019 o lançamento da segunda geração do hatch Leaf no Brasil. Sem utilizar uma gota de gasolina, o modelo é 100% elétrico.

Sem incentivos ou isenções fiscais, benefícios que os elétricos dispõem na maior parte dos países que estão apostando neste tipo de tecnologia, ele deve custar em torno de R$ 200 mil no Brasil.

Dois modelos estarão disponíveis para os brasileiros. Um terá bateria de 40kWh, que proporcionará autonomia de 240 km e outro de 60 kWh, que poderá chegar aos 320 km. A potência do motor terá 149 cv.

Segundo dados do Departamento Nacional de Trânsito, existem cerca de 7.120 carros elétricos e híbridos em circulação hoje no Brasil. Mais da metade desses veículos foram emplacados em 2016 (1.085) e 2017 (3.278). Em 2018, devemos ultrapassar a casa de 10 mil veículos.

Piero Brustin é diretor da Brustin Creative Internet, fundador do Instituto Vitaltec de Educação e Pesquisa, consultor Sebrae MG, mentor de startups e empreendedor serial.

www.brustin.com.br

brustin@gmail.com

 

Comentários