Jaiminho intervém contra fechamento do aeroporto de Divinópolis

 

 Da Redação 

O deputado Jaime Martins (Pros) se reuniu na quarta-feira, 2, com o ministro dos Transportes, Valter Casimiro, e solicitou auxílio em equipamentos e recursos do Ministério dos Transportes, Portos e Aviação Civil para impedir o encerramento de todas as operações do Aeroporto Brigadeiro Cabral em Divinópolis.

Jaiminho Martins quer garantir que as operações de voos comerciais da Azul Linhas Aéreas no aeroporto municipal continuem, por entender o papel que o aeroporto desempenha na economia regional, conforme divulgado pela assessoria do parlamentar.

— Divinópolis é um centro econômico importante para o Centro-Oeste mineiro e ter o Aeroporto Brigadeiro funcionando não é dispensável — disse Martins.

As operações da Azul tiveram início em Divinópolis em julho de 2015. A companhia ligou o município a Campinas (SP). Inicialmente, eram operacionalizados cinco voos semanais sem escalas.

Em fevereiro de 2018, a Infraero informou, via assessoria de imprensa, que iniciou estudos para elaboração de proposta, junto à Prefeitura, para prestar serviços de administração, operação e manutenção do aeroporto.

O ministro dos Transportes disse que avaliará junto à Secretaria Nacional Aviação Civil (SAC) a viabilidade de aprimorar a infraestrutura do aeroporto.

 Sistema Nacional de Viação

Na oportunidade, o deputado Jaime Martins também discutiu o PL 7227/2017, que regula o Sistema Nacional de Viação (SNV).

Jaime é relator da proposta na Comissão de Viação e Transportes da Câmara (CVT) e deve apresentar seu parecer nas próximas semanas. O SNV reúne a infraestrutura física e operacional dos vários modos de transporte: rodoviário, ferroviário, aéreo e aquaviário, sob jurisdição de União, estados, Distrito Federal e municípios.

Segundo Casimiro, o Ministério do Transporte encaminhará ao gabinete do deputado Jaime Martins, até a próxima semana, um estudo profundo feito pelos técnicos do ministério sobre as inovações necessárias nos diversos modais de transportes do Brasil.

— Estamos construindo esse relatório do SNV em várias mãos para impedir vetos e garantir o desenvolvimento da legislação vigente, que possui um vácuo normativo imenso desde o último Plano de Viação aprovado — disse Jaime Martins.

 

Comentários
×