Itens juninos têm boa saída na pandemia

Com a aglomeração proibida, muitas pessoas estão comemorando em casa

Da Redação 

As festas juninas, tradicionais em junho e nos últimos tempos também em julho se adaptaram à atual realidade, marcada pela covid-19. Muito diferentes de anos anteriores, estão sendo realizadas de diversas formas, desde as comemorações em casa ou até mesmo em chamadas de vídeo, lives e na TV. E, dentro deste novo conceito, não poderiam faltar as tradicionais receitas como milho-verde cozido, caldo de feijão, pamonha, canjica, cocada e muitas outras delícias da época. 

Preços

Para fazer os deliciosos pratos, não tem como não ir ao supermercado em busca dos produtos, que, mesmo com isolamento social, estão com as vendas estáveis. O Agora esteve em uma loja de rede ontem pela manhã e constatou que os produtos típicos para as mais diversas receitas estão em destaque nas gôndolas como em anos anteriores e com preços que chamam a atenção. O milho de pipoca, por exemplo, é encontrado partir de R$ 1,79, e o amendoim moído, R$ 4,99, mesmo preço do em grãos. A canjica tinha como menor preço R$ 1,59. 

— As vendas estão dentro do esperado para o valor investido. Acreditamos que não deverá ter perdas na venda em comparação com 2019, apesar da quarentena. Muitas famílias mantêm a tradição e estão realizando as comemorações dentro das suas casas — revelou o gerente Walter Wagner.

Em casa

A aposentada Conceição Alves não deixa passar as festas em branco.

— Mesmo antes da pandemia, lá em casa sempre preferimos fazer as festas só com familiares. Fica mais barato, pois divide entre todos, além de mais aconchegante. Daí, reúne a criançada e adultos numa confraternização só — disse.

Comentários
×