Indústria de calçados corta 193 vagas de trabalho em Divinópolis

Pablo Santos

O setor calçadista apresenta números negativos em 2019. Em Divinópolis, quase 200 vagas foram encerradas neste ano e, na região, foi gerado um número menor de oportunidades de trabalho no primeiro semestre de 2019, no confronto com o mesmo período de 2018.

No município existem 25 empresas registradas, gerando quase 500 empregos diretos. Neste ano, 193 oportunidades foram encerradas até julho, segundo os números do Ministério da Economia.

Na região Centro-Oeste há 1,4 mil empresas calçadistas, empregando 17 mil trabalhadores. No ano passado, foram abertas 1.588 vagas na região de janeiro a junho. No mesmo período deste ano, foram 1.389 oportunidades formais criadas no setor calçadista, apontaram os dados.

Os números menores têm relação com a demanda em baixa por produtos calçadista. Conforme os dados da Associação Brasileira das Indústrias de Calçados (Abicalçados), houve redução de 0,4% nas vendas do mercado doméstico nos seis primeiros meses deste ano, em comparação com o mesmo período de 2018. As vendas no Brasil representam um total de 85% de toda a produção de calçados pelo setor – que fabrica, em média, 940 milhões de pares por ano.

Para a Abicalçados, a demanda ainda está baixa por conta dos elevados níveis de desemprego e inadimplência. São mais de 13 milhões de desempregados no Brasil, segundo dados oficiais, sem contar as pessoas desalentadas – que desistiram de procurar empregos, gerando uma possível soma de 30 milhões de brasileiros.

De acordo com o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), foi registrada queda de 1,8% no primeiro semestre, em comparação aos seis primeiros meses de 2018. A retração, por sua vez, impacta também na geração de empregos. Atualmente, a indústria de calçados emprega 276 mil pessoas, 4,3% a menos que no ano passado, conforme o Ministério da Economia.

 

Comentários
×