Incêndio devasta 8 mil m² do Parque da Ilha

Foram gastos dez mil litros de água; Bombeiros foram acionados no início da noite

 

 

Rafael Camargos 

Um incêndio atingiu mais de oito mil metros quadrados de área de proteção permanente do Parque da Ilha na noite de quarta-feira, 9, em Divinópolis.

Os Bombeiros foram chamados no início da noite, quando o fogo se alastrava.
A equipe usou um esguicho para apagar boa parte das chamas.  Segundo os militares, foram gastos dez mil litros de água. 

Procurada, a Polícia Militar de Meio Ambiente informou que não foi acionada para atender à ocorrência. Apenas o Corpo de Bombeiros esteve no parque e enfrentou dificuldades para conter as chamas.

A Prefeitura também foi procurada, mas não quis comentar sobre o incêndio.

 Causas 

O tempo seco e a falta de chuvas são dois dos principais fatores que influenciam no aumento do número de queimadas no inverno. De acordo com o Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet), o tempo em Divinópolis continuará seco nos próximos dias. Com isso, a umidade relativa do ar fica abaixo do recomendado pela Organização Mundial de Saúde (OMS), beirando 15% quando o ideal é de no mínimo 60%.

Além de causar problemas ao meio ambiente, o período crítico afeta a saúde. Segundo o Corpo de Bombeiros, de maio a julho, quando começa o tempo seco, foram registradas 191 queimadas em Divinópolis. O número vale tanto para os casos da área urbana quanto para a rural.

No mês passado foram registrados 120 casos. Já no primeiro semestre de 2016, 65.

Alertas
O cabo Guilherme Silva dos Bombeiros explica que o período de estiagem que ocorre nesta época do ano contribui para o aumento no número de queimadas. Grande parte dos registros é em lotes vagos, onde as pessoas colocam fogo em áreas de vegetação e perdem o controle da queima, fazendo com que as chamas se alastrem.

— A primeira coisa é não colocar fogo em lotes vagos e não soltar balões. É importante também tomar cuidado com cigarros em áreas rurais e também com fogueiras em acampamentos. É importante evitar usar o fogo como fonte para queimar terrenos. Caso se depare com queimadas, denuncie no 192 — orienta.

 Alerta 

Durante o inverno são registradas baixas quantidades de chuva e a atmosfera torna-se mais seca, podendo atingir índices de 20% ou inferiores em alguns dias.

De acordo com o Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe),  até o início de julho foram contabilizados 880 focos de incêndios em Minas Gerais. Mas é a partir do segundo semestre que essa prática aumenta e causa ainda mais prejuízos à população, fauna e flora.

 

Comentários
×