Inadimplência cai em Divinópolis e comércio esperar lucrar com Dia dos Pais

Consumidores têm preferido pagar à vista, diz pesquisa do SPC

 

Jorge Guimarães

A Pesquisa de Endividamento e Inadimplência do Consumidor (Peic) apurada pela Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC) mostra que o percentual de famílias endividadas alcançou 57,1% em julho de 2017, o que representa uma alta em relação aos 56,4% observados em junho. Na comparação com o mesmo período do ano passado, no entanto, houve queda de 0,6 ponto percentual.

A maior parte das dívidas dos brasileiros é com cartão de crédito (76,8%), seguido por carnês (15,4%), crédito pessoal (11%), financiamento de carro (10,1%) e financiamento de casa (8%). O tempo médio de atraso nos pagamentos é de 63,1 dias.

Divinópolis

Na cidade, segundo dados levantados pelo Serviço de Proteção ao Crédito (SPC) repassados pela Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL), os índices de inadimplência locais vêm caindo nos três últimos meses.

Um dado interessante é que o consumidor está preferindo as compras à vista em relação a prestações a perder de vista, o que dá para perceber que o consumidor está mais consciente na hora de efetuar uma compra.

Com essa mudança de comportamento, o número de registros junto ao Serviço de Proteção ao Crédito (SPC) vem caindo. O mesmo vem acontecendo com o número de cancelamentos de registros, que só não caíram em maio último em relação aos outros meses.

— Eu tinha direito ao saque do FGTS inativo e minha primeira atitude foi de limpar meu nome junto ao SPC e assim ter novamente o crédito. Com outra parte quitei dívidas pendentes e o restante coloquei na poupança. É pouco, mas está guardado — comenta o tratorista Silvério Alves.

Movimento

Com estes números positivos, o comércio está otimista para que o segundo semestre seja de franca recuperação. Muitos já estão de olhos nas datas comemorativas que estão por vir.   

— O comércio deu uma leve retomada nesses dois meses e esperamos que isso aqueça ainda mais o mercado com a chegada do Dia dos Pais. As compras para o fim do ano já devem começar a chegar a partir de outubro, para que possamos também atingir o Dia das Crianças — diz o gerente de uma loja de material esportivo, Marcelo Naves.

Brasil

O SPC e a Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas estimam um total de 59,76 milhões de pessoas físicas negativadas no país ao final de junho – um saldo de 1,5 milhões de nomes incluídos nas listas de negativação ao longo do primeiro semestre de 2017. O número reflete as dificuldades que o cenário de desemprego elevado impõe às famílias. O número representa 39,6% da população com idade entre 18 e 95 anos. Em junho do último ano, a estimativa apontava a marca de 59,1 milhões de inadimplentes.

 

Comentários
×