Inacreditável

Quem conhece Divinópolis superficialmente não tem noção do que se passa em seus arredores. E não tem mesmo, pode crer! Quem leu a reportagem que o Agora trouxe com exclusividade na edição de ontem sobre a quantidade de famílias que vive em situação de extrema pobreza na cidade, ficou de queixo caído. Saltou de 1.072 em 2017 para 4.024 neste ano. O aumento assustador precisa ser enxergado de outra forma a partir de agora. Afinal, se chegou a um patamar tão alto, é porque essa população ficou desassistida de alguma forma e passou despercebida aos olhos dos responsáveis.

Meio salário

Quando se depara com uma situação desta, a melhor forma de avaliar é se colocando no lugar do outro. Qual família ou mesmo pessoa conseguiria sobreviver com meio salário mínimo em um país que cobra as maiores taxas de impostos do mundo? Junto às famílias em situação de extrema pobreza, e 8.070 com “acima de meio salário mínimo”, ou seja, que vivem com pouco mais de R$ 500. Triste realidade e reflexo do que também ocorre em todo o país, que, segundo o IBGE, tem 13,5 milhões de pessoas vivendo nesta situação. Faltam políticas públicas e, principalmente, vergonha na cara dos responsáveis que, mesmo do topo, viram as costas para quem está lá em baixo.

É Top

Homenageados e convidados contam as horas nos dedos para a chegada de mais uma edição do Top Of Mind. Entre eles, o delegado regional Leonardo Pio. Querido em todos os meios em que tramita, o seu nome costuma ser unanimidade devido à presteza em suas funções, além de gentileza e simpatia. Por estas e outras é que já recebeu dezenas de honrarias e, no fim deste ano, não será apenas top dos tops da festa realizada pelo Agora. Receberá do diretor do Foro da Comarca de Divinópolis, Marlúcio Teixeira de Carvalho, a medalha “Desembargador Hélio Costa”, em solenidade marcada para o próximo dia 29, às 19h30, no Fórum Dr. Manoel Castro dos Santos. Este PB enaltece a honraria e parabeniza o nobre delegado regional.

É destaque

E são muitos os profissionais que atuam em Divinópolis e merecem aplausos. Um deles, que não gosta muito de aparecer, mas além de competente no que faz fora do trabalho, atuou de forma determinante em prol das mulheres vítimas de violência. É o juiz que atua na área criminal, Mauro Riuji Yamane. À frente de um convênio entre a Justiça de Divinópolis e as faculdades de psicologia de Divinópolis, tem ajudado a reduzir drasticamente o número de agressões. Com esta iniciativa, a quantidade de pedidos de medidas protetivas para mulheres teve uma redução de 25% em 2018 comparada com 2017. Além disso, caíram também os casos de feminicídio. O que fez Divinópolis ir na contramão do país. Merece ou não merece destaque?

Reconhecimento

Os dados positivos foram possíveis por meio de um trabalho que ocorre desde 2016 e ganharam o Estado e o Brasil após destacados pela imprensa. O Agora foi o primeiro mostrar a importância e os resultados da ação. O resultado é que este trabalho servirá de exemplo para toda Minas Gerais e para outros Estados por meio do senador Antonio Anastasia (PSDB) que, ao tomar conhecimento, não pensou duas vezes. O vereador Dr. Delano destacou essa excelente notícia em seu pronunciamento ontem na Câmara. E bota boa notícia nisso!

Turismo e história

A Associação Mineira dos Municípios, em Belo Horizonte, sediou na última sexta-feira, 1°, o Encontro Nacional das Cidades Históricas, Turísticas e Patrimônio Mundial, que teve como tema central a "Governança para o Turismo e a atração de investimentos: desafios e oportunidades". A ideia do evento foi a de cooperar com o desenvolvimento do turismo sustentável nestes municípios. Na pauta, ainda, a escolha da próxima cidade mineira que seriará o IV Seminário Nacional de Governança para o Turismo e a Feira de Negócios Turísticos e Destinos do Brasil - Edição Minas Gerais 2020. Entre os presentes, o prefeito de Itapecerica, vice-presidente da Associação das Cidades Históricas de Minas Gerais, Wirley Reis, o Teco (PHS).

No páreo

Ainda saboreando o sucesso dos festivais de Gastronomia e de Inverno, Teco colocou Itapecerica na disputa para sediar o seminário, que atrai representantes de todo o país. Porém, foram muitas as cidades candidatas e todas com forte campanha, ficou decidido em plenário que a decisão será tomada em conjunto, no próximo encontro, agendado para 6 de dezembro, durante o I Fórum de Acessibilidade das Cidades Históricas, que vai ocorrer na cidade de Santa Bárbara, região Central de Minas. Estamos na torcida!

Comentários
×