IBDS é mantida como gestora da UPA

Da Redação

A Prefeitura de Divinópolis rejeitou os recursos apresentados pelas empresas que participaram do processo licitatório para a contratação da nova empresa que irá administrar a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) Padre Roberto. As interposições foram apresentadas pelas empresas Hospital e Maternidade Therezinha de Jesus e Instituto Nacional de Pesquisa e Gestão de Saúde (Insaúde).

O Poder Executivo divulgou a decisão da comissão julgadora na manhã desta sexta-feira, 16. Com a rejeição dos recursos, fica mantida a Organização Social Instituto Brasileiro de Desenvolvimento Social (IBDS) como gestora da UPA.

Ao todo, 11 empresas se interessaram em participar do processo licitatório, mas só cinco concorreram à administração da Unidade. A modalidade do edital era de menor preço.

A empresa de Belo Horizonte venceu por apresentar o valor de R$ 91.043.671,20 para 60 meses de serviço, ou seja, o gerenciamento e administração da UPA custará R$ 1.517.394,92 por mês à Prefeitura. Atualmente, a gestão da unidade é feita pela Santa Casa de Misericórdia de Formiga, que deixará a administração em setembro, passando para a IBDS.

Comentários
×