Hortigranjeiros ficam mais baratos em junho

Hortaliças, legumes e verduras tiveram redução média de 22,9%; cesta básica apresenta variação positiva

Da Redação

O grupo dos hortigranjeiros ficou 10,8% mais barato em junho no comparativo com maio, no atacado do entreposto de Contagem da CeasaMinas, maior fornecedor de itens para os comerciantes do gênero em Divinópolis e região. A queda foi influenciada principalmente, pelas hortaliças, legumes e verduras, cujo preço recuou 22,9%. As frutas também ficaram mais acessíveis, com redução média de 2,9% no preço. Os ovos seguiram trajetória inversa, com alta de 3,3%.

Entre as hortaliças e frutas, os principais fatores que contribuíram para a redução foram as boas ofertas, associadas à queda de temperatura, a qual tende a retrair a procura por alguns alimentos representativos.

As hortaliças que mais contribuíram para a diminuição do preço médio do setor foram: couve-flor -35%; cebola -33,1%; batata -19,8% e cenoura -15,3%. Por outro lado, ficaram mais caros milho-verde 16,8%; inhame 14,2%; abobrinha-italiana 8,5% e alface 4,9%.

Frutas

Entre as frutas, o momento é propício para o comprador aproveitar a reduções de preços da banana-prata -19,5%; melancia -16,6%; manga -14,6%; laranja-pera -8,9% e mamão-havaí -8,7%.

Ovos

Os ovos continuam em alta principalmente pela pressão dos custos de produção. Além disso, muitos consumidores acabam substituindo a carne, cujos preços estão mais altos, pelos ovos, o que aumenta da demanda pelo produto. O preço da dúzia de ovos, nesta segunda-feira em uma loja de rede de supermercados era vendido a R$ 6,99, dependendo da marca.

Cesta básica

Outro ponto de relevância verificado foi de que o valor da cesta básica em Divinópolis no mês de junho apresentou variação positiva de 0,02%, quando comparado ao mês de maio deste ano, conforme apontou um levantamento realizado pelo Núcleo de Estudos e Pesquisas Econômico Sociais (Nepes) da Faculdade UNA Divinópolis. Em junho, o grupo de produtos chegou a custar R$ 438,08. Ainda de acordo com a pesquisa, é possível observar que de forma geral o valor da cesta básica manteve-se basicamente no mesmo patamar, permanecendo uma equivalência de 39,8% do salário mínimo.

Segundo a coordenadora do Nepes/UNA, professora Pâmella Pugas, os alimentos que mais sofreram variações foram a batata inglesa (-29,85% ante maio), banana prata (-27,47%) e tomate (-9,75%).

— Baseado em nossos estudos e de acordo com o Dieese, a queda de preço foi motivada por maior oferta e menor demanda destes produtos. A oferta da banana prata aumentou e as cotações baixaram. Com relação a variações em alta, destaque-se o óleo, com aumento de 11.24%. Para o Dieese, apesar do recuo nos preços da soja, devido às desvalorizações do dólar e à menor demanda de óleo para produção de biocombustível, no varejo, o produto seguiu em movimento de alta — explica.

Em relação ao tempo médio de trabalho necessário para adquirir os produtos da cesta básica de Divinópolis, o levantamento mostra que em junho de 2021, o número de horas de trabalho necessárias manteve-se em 87 horas e 35 minutos.

Coment√°rios
×