Hora da verdade

José Carlos de Oliveira

E vai chegando o momento de a onça beber água, de o novo Guarani, comandado agora pelo técnico gaúcho Antônio Freitas, mostrar ao que veio. A volta do Campeonato Mineiro, em seu Módulo II, já acontece nesta semana. O Alvirrubro tem uma parada indigesta pela frente, no clássico do Centro-Oeste, contra o Clube Atlético Serranense, no quintal dos inimigos na noite do próximo sábado. 

Incógnita

Depois de fazer dois jogos treino no Farião ‒ com uma vitória no último sábado (2 a 1 no União Luziense) e uma derrota para o Betim Futebol ‒, o time que entra em campo no fim de semana ainda é uma incógnita para os torcedores. Como os dois duelos foram com portões fechados, sem a presença da torcida por causa da pandemia da covid-19, impossível é para qualquer um apostar no sucesso ou no fracasso do novo Bugre. Somente quando a bola rolar para valer é que saberemos quem é quem nesta nova equipe que vem sendo montado no Farião.

Último teste

A programação de treinos da semana que antecede a volta do estadual é de trabalho em tempo integral para todos. Diretoria e comissão técnica fazem os últimos ajustes no time que joga sábado em Nova Serrana. Para a manhã de hoje está programado um jogo treino na Toca da Raposa II, centro de treinamentos da equipe estrelada, quando Antônio Freitas deve mandar a campo para enfrentar os garotos da Raposa um time já mais perto do que pensa para o fim de semana.

Contra o tempo

Enquanto Antônio Freitas e seus auxiliares tratam de fazer sua parte dentro de campo, nos bastidores a diretoria corre contra o tempo para regularizar todos os jogadores, que terão de ter seus nomes publicados no Boletim Informativo Diário (BID), da Confederação Brasileira de Futebol (CBF) para ganhar condições de jogo. Até o momento nem todos estão regularizados e a diretoria corre para deixar tudo ok para o treinador.

Guarani estaria classificado 

No Módulo II, os times jogam entre si em turno único e os quatro melhores colocados passam à segunda fase. No quadrangular final, as equipes duelam em turno e returno, todas contra todas, e o clube de melhor campanha nas seis rodadas é o campeão da temporada. Já os dois primeiros garantem vaga na elite do futebol mineiro no ano que vem.

Bugre é o 4º

Quando o campeonato foi interrompido em março, na sexta rodada, o Alvirrubro figurava na zona de classificação para o quadrangular, na 4ª posição na tabela, com 10 pontos ganhos, mesma pontuação do 3º colocado, Athletic de São João del-Rei, em três vitórias, um empate e duas derrotas. E a tarefa nos cinco jogos que lhe restam ‒ dois no Farião e três como visitante ‒ é de pelo menos se manter entre os primeiros para continuar sonhando

Outro campeonato

Mas que ninguém se iluda quanto às dificuldades que vêm por aí. A partir do fim de semana será disputado um novo campeonato, e o que é pior – de tiro curto – e os times terão apenas cinco jogos para definir sua vida, e todo cuidado será pouco daqui para frente.

E com um agravante a mais para preocupar a torcida: como foram permitidas mudanças na inscrição de jogadores, clubes com poder financeiro (e o Guarani neste quesito é o último colocado) podem largar na frente e beber água mais limpa.

Eu acredito

Mas, como bom mineiro, que o Guarani trate de comer pelas beiradas, chegando de mansinho para assegurar uma vaga entre os quatro primeiros. É por isso que torço e aquilo que acredito. Sou sempre mais Guarani e não desisto nunca.

E vamos que vamos, Bugre!!!

Comentários
×