Homem é preso com crack e maconha em Pará de Minas

Da Redação

Um homem de 35 anos foi preso no início da madrugada de ontem, na rua Salvador Gonçalves de Oliveira, no bairro São Paulo, em Pará de Minas. As informações são da Polícia Militar (PM).

Com ele, a PM apreendeu crack e maconha, além de outros objetos ligados ao tráfico.

—Denúncias anônimas informaram que estava sendo praticado tráfico no local pelo infrator em pauta. Os militares monitoraram o local por algum tempo, observando que o infrator realizava contatos de forma suspeita com possíveis usuários de drogas e pegava objetos em um tubo de plástico, que estava em um monte de entulho, e lhes entregava — informou a Polícia.

O homem foi abordado pelos militares. Com ele, foram encontradas as drogas, balança de precisão e parte do dinheiro apreendido. Próximo ao local da abordagem, na casa do infrator, foi encontrada outra parte do dinheiro e também objetos relacionados ao tráfico.

De acordo com a Polícia, ao todo, foram apreendidos duas balanças de precisão, R$ 442 em dinheiro, material usado na embalagem de drogas, o celular do infrator, usado no tráfico, dois tabletes , 25 buchas e uma porção de maconha e também 26 pedras de crack, uma delas grande e duas médias. Ainda segundo os militares, estas gerariam centenas de outras pequenas do tamanho geralmente vendido no tráfico.

O autor foi preso e conduzido à Delegacia de Polícia com o material apreendido.

— O infrator de 35 anos disse que foi convidado a morar na residência, por um homem, apontado em denúncias como o chefe do tráfico no local, para traficar drogas para ele, em troca de uma porcentagem da droga vendida e da isenção do pagamento do aluguel da referida moradia — informou a Polícia.

Os militares afirmaram ainda que recentemente prenderam, na mesma casa, uma mulher por tráfico de drogas. Na ocasião, houve a informação de que ela também estaria trabalhando para o traficante citado pelo autor de 35 anos. A PM informou ainda que busca este suspeito de coordenar o tráfico na região e pede à população que colabore com informações pelos telefones 190 ou 181, Disque Denúncia Unificado.

Comentários
×