História de Divinópolis no século XIX

Welber Tonhá e Silva

História de Divinópolis no século XIX

Com o aniversário da cidade chegando continuo contando um pouco sobre a história de nossa cidade. Neste primeiro momento, uma linha do tempo com datas e fatos iniciando no século XIX:
1800 - A família dos "Barroques" se instala perto da cachoeira. Sua presença na história de Divinópolis é por causa das "cavalhadas", que organizavam.

1813 - Realização do primeiro levantamento demográfico do lugar - 1.154 pessoas.

 1815 - Francisco da Costa Gontijo, em um carro de boi, levava até barra do Piraí, toucinho e algodão, e trazia sal - 70 sacas de 28 quilos cada.

 1824 - Tem início uma grande seca na região, que durou dois anos.

 1830 - No dia 23 de maio, acontece um incêndio na Igreja Matriz - Cria-se o Curato. Construção do Casarão do Largo da Matriz por escravos do capitão Domingos Francisco Gontijo.

1833 - Criação da primeira Agência Postal.

1834 - É terminada a reconstrução da Matriz. Cria-se a freguesia. 

1839 - Criação do distrito do Espírito Santo do Itapecerica pela Lei Provincial de nº 138 de 03 de abril. Neste ano foi também criada a paróquia. 

1840 - Criação da primeira Banda de Música pelo Músico Félix de Tal.

1841 - O Distrito do "Espírito Santo do Itapecerica" passa a pertencer à Vila de São Bento do Tamanduá (Itapecerica). 

1845 - Construção da ponte de Madeira sobre a Cachoeira Grande, pelo capitão Domingos Francisco Gontijo. 

1850 - Criação da primeira escola primária masculina. É construída a Igreja Nossa Senhora do Rosário (na atual Praça do Mercado). 

1860 - Aberta a primeira farmácia, pelo sr. José Augusto de Avelar. 

1865 - Eleição do Padre Guaritá para deputado provincial. Substituição da ponte de madeira sobre a Cachoeira Grande por outra pelo empreiteiro Belarmino Teobaldo. 

1883 - Morre o Padre Guaritá. 

1889 - Eleição para deputado à Assembleia Geral Legislativa na Igreja Matriz. Foi eleito o Dr. Afonso Lamounier Godofredo, natural de Itapecerica. 

1890 - Instalação do Distrito de Santo Antônio dos Campos, no dia 31 de agosto. Inauguração da primeira estação, construída na rua do Comércio, próximo ao Campo do Flamengo, com a chegada da bitolinha da Estrada de Ferro Oeste de Minas.

1893 - Construção da primeira Escola Pública Feminina.

Na próxima  edição, fatos que marcaram o século XX.

109 Histórias Marcantes

Dando continuidade, em primeira mão, vou citar mais alguns nomes que serão homenageados no livro 109 histórias marcantes, juntam se aos 56 que falei nas outras edições os seguintes imortalizados com suas histórias, Mauro Corgosinho, Elis Regina, Joaquim André, Dom José Campos, Maria Fernandes Quadro, Fábio Notini, Antônio da Farmácia, Afonso Gonzaga, Carlos Chula, dr. Márcio Miranda, Leonício Cezar, João Natálio, Fernando Malta, Vanir Andrade, dr. Milton Pena, João Meira de Aguiar, dr. Silvio Henrique, Fortunato Scarioli, Veli Rodrigues, Sidinei Pierre dos Santos, Janete Aparecida, Valdemar Amaral, Mariangela Sena, Mila Batista Leite, Geraldo Kibigui, Ubiraci Nunes, Antônio de Araújo Rodrigues, professor Fernando Teixeira, Fernanda Morais, Carlos Miguel Valente e Juca Pica Pau. Na próxima edição divulgarei os últimos nomes.

Tem pauta para sobre a cultura? Envie para welbertonha@gmail.com

Welber Tonhá e Silva

Historiador, escritor, pesquisador, fotógrafo e fazedor cultural.

Instagram: @welbertonha

Comentários
×