Haja santo

Editorial 

Junho é considerado o mês dos santos. Isso porque a Igreja Católica comemora o dia dos três santos, que são: Santo Antônio, São João e São Pedro. E foi justamente nesta terça-feira, 23, véspera de São João, que a Companhia de Saneamento de Minas Gerais (Copasa) anunciou que as obras da Estação de Tratamento de Esgoto (ETE) do rio Itapecerica serão retomadas. Parece que o primeiro mártir da Igreja e o último dos profetas interviu por Divinópolis. O contrato de retomada das obras foi assinado pelo prefeito Galileu Machado (MDB) e pelos representantes da Copasa A expectativa é que a fase de teste da estação comece em 1º de julho, dois dias após o dia de São Pedro – comemorado em 29 de junho. Se São João interviu (como creem os católicos) para que finalmente as obras da ETE fossem retomadas, São Pedro – o pescador que tornou-se apóstolo e acompanhou todos os atos da vida de Jesus Cristo – também terá que dar uma forcinha, para que enfim a estação de tratamento seja entregue à população. 

Desde 2017, quando a primeira fase das obras da ETE começou, os moradores dos bairros Jardim Candelária, Jardim das Oliveiras, Fonte Boa, Prolongamento Bom Pastor, Dom Cristiano e Eldorado convivem com a expectativa de enfim deixarem de conviver com o esgoto escorrendo a céu aberto em algumas portas e ver o rio limpo (muitos destes, ribeirinhos). Além da promessa de não ter mais esgoto escorrendo a céu aberto em alguns bairros, a companhia garantiu que a obra proporcionará a melhoria do abastecimento de água principalmente na região Norte da cidade, como nos bairros Alvorada, Anchieta, Conjunto Rinaldo Soares, Nossa Senhora da Conceição, Nova Fortaleza I e II e Serra Verde, beneficiando mais de 40 mil pessoas. Haja santo para fazer que tanta promessa seja cumprida. 

Com o fim de junho se aproximando, será a vez de a população “se agarrar” com os santos do mês de julho, pois parece que Santo Antônio, São João e São Pedro se juntaram em prol do milagre. Os fiéis católicos não podem se esquecer também de rezar para Nossa Senhora Desatadora de Nós, para que ela desate este nó que não deixa a ETE passar de um sonho e de uma promessa. Quem sabe, se todos os santos se juntarem, a obra não “sai”? Afinal, esta novela se arrasta desde 2011, quando a Copasa assumiu o serviço de esgotamento sanitário do município. Em outubro de 2015, foi assinado o contrato de Parceria Público-Privada (PPP), na modalidade concessão administrativa, para a implantação da ETE, mas parece que o povo andava com pouca fé, para que os prazos fossem cumpridos. 

Diante de mais uma promessa de finalização – os trabalhos iniciam em 1º de julho e tem previsão de conclusão em 12 meses –, ao povo só resta fé. Fé no Pai que a obra sai. E, aos santos, só resta um “mutirão”, para que, enfim, algumas famílias tenham saneamento básico, outras tenham abastecimento de água adequado, a cidade o seu esgoto tratado e ao Itapecerica suas águas limpas. É tempo de fé. É tempo de reza de oração. É tempo de mutirão, pois haja santo para tanta promessa. 

 

Comentários
×